Alunos Online


Febre

A febre, apesar de provocar mal-estar e outros problemas, é um importante sinalizador de que algo de errado está ocorrendo com o organismo.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos Febre acima de 39,4ºC é um sinal de alerta e necessita de cuidados médicos

Febre acima de 39,4ºC é um sinal de alerta e necessita de cuidados médicos

A febre é um sintoma comum a diversas enfermidades e acomete todas as pessoas em alguma fase de suas vidas. Apesar de ser desagradável, esse é um importante mecanismo do corpo para sinalizar que algo de errado está ocorrendo.

Normalmente o corpo apresenta temperatura entre 36 e 37,4ºC e que varia durante o dia em até 1 grau. Além do período do dia, a temperatura varia de acordo com a idade, atividade física, temperatura do ambiente e local onde se está realizando a medição.

A temperatura do corpo humano pode ser medida em três locais principais: reto, boca e axilas. A temperatura retal é a maior quando comparada com as outras duas e fica em torno de 37,8 ºC, podendo atingir até 38,5ºC. A temperatura axilar, por sua vez, pode variar de 36,5 até 37,2, e a bucal apresenta 0,5ºC a mais que a axilar.

Quando a temperatura corpórea fica acima da normalidade, dizemos que há um quadro de febre. De acordo com a temperatura atingida, a febre pode ser classificada em leve, moderada e grave. Denominamos de febre leve aquela que atinge até 38,5ºC de temperatura. A febre moderada é aquela que causa abatimento e fica em torno de 38,5 e 39,4ºC. Nos casos graves, a temperatura pode atingir 39,5ºC e representa um sério risco à vida.

Casos de febre podem ter origem indeterminada ou ser resultado de vários fatores, como doenças virais e bacterianas e uso de substâncias tóxicas e medicamentos. A febre causa uma elevação no ponto de termorregulação da temperatura, também chamado de set point, para níveis mais elevados. Esse ponto é regulado por um centro termorregulador que se encontra no hipotálamo e atua como um termostato.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O aumento da temperatura pode provocar alguns danos ao nosso organismo, portanto, deve ser controlado. Entre os problemas principais, podemos destacar a diminuição do rendimento cardíaco, convulsões, lesões cerebrais (em casos de febres muito elevadas), mal-estar, dores, irritabilidade e anorexia. Entretanto, vale destacar que a febre moderada auxilia na atividade imunitária, sendo um importante mecanismo no combate a doenças.

Em virtude do mal-estar gerado pela febre, tratar esse sintoma torna-se importante para melhorar o estado do paciente. Ela pode ser tratada mediante o uso de medicamentos antipiréticos, tais como dipirona e paracetamol, e técnicas simples, como banhos e compressas mornas. É importante que o paciente faça ingestão de grandes quantidades de líquido para evitar a hipernatremia, que se caracteriza pelo aumento da quantidade de sódio no sangue.

Em caso de febre, é importante ficar atento a alguns sinais de alerta e procurar um médico imediatamente caso um deles aconteça. Observe alguns desses sinais:

→ Febre elevada acima de 39,4ºC;

→ Tremores;

→ Mal-estar e abatimento acentuado;

→ Febre por um período superior a 72 horas.

Curiosidade: Você sabia que a temperatura da mulher no período da ovulação pode aumentar até 0,6 ºC? Essa variação pode ser usada como forma de identificar o período fértil.