Alunos Online


Infecção

A infecção pode ser definida como a entrada e desenvolvimento de um agente infeccioso no organismo ou a multiplicação de um agente (bactérias, vírus, entre outros) já presente.

Por: Helivania Sardinha dos Santos A infecção é um problema de saúde sério e pode levar a pessoa à morte.

A infecção é um problema de saúde sério e pode levar a pessoa à morte.

Infecção diz respeito à entrada e desenvolvimento ou à multiplicação de um agente infeccioso já presente no organismo. As infecções podem ser causadas por diversos organismos, como as bactérias.

Infecção e inflamação

A infecção e a inflamação são dois processos diferentes. A infecção, como dito, é a entrada e desenvolvimento de um agente no organismo ou mesmo a multiplicação de um agente infeccioso já presente no organismo.

Já a inflamação é a resposta local do organismo diante da ação de um agente, que pode ser biológico, mas também físico ou químico. Assim, a inflamação pode ser também um processo decorrente de uma infecção.

Leia também: Doenças causadas por bactérias

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Sintomas de infecção

Os sintomas de uma infecção variam conforme o local onde ocorre a infecção, o agente causador, entre outros fatores. No entanto, é importante ficar alerta a alguns sinais:

  • Febre;

  • Dor;

  • Secreção purulenta;

  • Fadiga;

  • Tosse;

  • Diarreias, entre outras.

Infecção viral

As infecções virais são infecções cujo agente causador é um vírus. Ela se inicia quando o vírus liga-se à célula hospedeira e lá introduz seu material genético para que ocorra a replicação. Os sintomas desse tipo de infecção podem surgir devido a alguns fatores, como a destruição das células por esses vírus ou a produção de toxinas em células infectadas.

Muitas vezes os sintomas também são decorrentes do processo de recuperação do próprio organismo à infecção. Assim, muitas infecções virais não necessitam de tratamento medicamentoso, como é o caso de resfriados. Algumas infecções virais podem ser tratadas com medicamentos antivirais, no entanto, algumas infecções virais, como herpes e Aids, não têm tratamento.

Infecção bacteriana

As infecções bacterianas têm como agentes causadores as bactérias. Muitas vezes os sintomas de infecções virais e bacterianas confundem-se, sendo necessária uma avaliação mais completa com realização de exames específicos.

O diagnóstico correto é de extrema importância, tendo em vista que muitos pacientes com infecções virais acabam sendo medicados de forma errônea com antibióticos, sendo esse um dos fatores que têm contribuído para o surgimento de bactérias mais resistentes a esses medicamentos.

As infecções bacterianas devem ter seu tratamento realizado com a utilização de antibióticos, após uma avaliação médica criteriosa. As infecções virais podem servir como porta de entrada para infecções bacterianas de diversas formas, por exemplo, afetando o sistema autoimune e facilitando, assim, a entrada desses micro-organismos.

Leia também: Importância das bactérias para o homem

Infecção hospitalar

As infecções hospitalares são as que ocorrem em decorrência da permanência de um paciente em hospital ou que estejam relacionadas à hospitalização. As bactérias são as principais responsáveis por infecções que ocorrem nos ambientes hospitalares e causas de mortalidade de pacientes.

As chamadas superbactérias, presentes principalmente nesses ambientes, têm aumentado os casos de infecções hospitalares, o que resulta, muitas vezes, na morte do paciente. Isso se deve ao fato de essas superbactérias apresentarem alta resistência à antibióticos. O uso indiscriminado de antibióticos contribui para o surgimento de bactérias resistentes. Para saber mais sobre, leia: Importância do uso correto de antibióticos.

Medidas básicas de higiene, como lavar as mãos, contribuem para evitar infecções hospitalares.
Medidas básicas de higiene, como lavar as mãos, contribuem para evitar infecções hospitalares.

Três fatores contribuem para que as infecções hospitalares ainda aconteçam e causem a morte de pacientes: falta de medidas de controle para as infecções, como medidas de higiene básica; uso excessivo de antibióticos em ambiente hospitalar; e pacientes com sistema imune comprometido.

Infecção do Trato Urinário (ITU)

A Infecção do Trato Urinário (ITU) ou infecção urinária é a infecção que acomete o trato urinário. Esse tipo de infecção é causado por bactérias, principalmente Escherichia coli. A ITU tem uma prevalência maior de casos em mulheres, o que não significa que não ocorra também em homens.

A ITU pode ser classificada em dois tipos quanto à sua localização: a ITU baixa afeta o trato urinário baixo, sendo denominada de cistite; a ITU alta afeta o trato urinário superior, sendo denominada de pielonefrite.

A ITU pode ser assintomática, mas quando apresenta sintomas, são eles: xixi frequente, dor ao urinar, urina turva, presença de sangue na urina, dor lombar e febre (a febre ocorre geralmente em casos de ITU alta), entre outros.

O diagnóstico é feito por meio de exames como o de urocultura. Quando ocorre em homens acima de 60 anos, um exame de próstata pode ser solicitado. O tratamento é realizado com administração de antibióticos após avaliação médica.

A ITU pode ser classificada como baixa quando afeta o trato urinário baixo e como alta quando afeta o trato urinário superior.
A ITU pode ser classificada como baixa quando afeta o trato urinário baixo e como alta quando afeta o trato urinário superior.

Infecção nos rins

A pielonefrite ou infecção nos rins pode ter diversas causas. Essa infecção tem origem principalmente por via ascendente, decorrente de cistite causada por Escherichia coli. Pode estar também associada à litíase renal, também conhecida como pedra nos rins, entre outras causas.

Entre os sintomas, podemos citar os sintomas de infecção urinária descritos no tópico anterior, além de febre alta, dor lombar, calafrios, náusea e vômito. O diagnóstico e tratamento devem ser feitos com urgência, pois essa é uma infecção que podem ser agravadas, levando à falência renal, abcesso renal, sépsis e até a morte.

Infecção intestinal

As infecções intestinais ou gastrointestinais afetam grande parte da população e estão entre as principais causas de mortalidade em crianças com menos de cinco anos de idade. Esse tipo de infecção pode ser causada por diversos agentes, como bactérias (Escherichia coli, Vibrio cholerae, Staphylococcus aureus, entre outras), vírus (Rotavírus – responsável por 60% das infecções em crianças), Adenovírus, Norovírus e Astrovírus) e protozoários (Giardia lamblia, Entamoeba histolytica, entre outros). Os principais sintomas são diarreia aquosa, vômitos, dores abdominais, febre, entre outros.

O tratamento deve ser iniciado o quanto antes, pois pode causar desidratação, principalmente em crianças e idosos. O tratamento é feito de acordo com o agente causador, e a hidratação é essencial.

Sepse ou infecção no sangue

A sepse, também conhecida como infecção no sangue, é definida como uma síndrome clínica em que a síndrome de resposta inflamatória sistêmica (SIRS – que é uma resposta inespecífica do organismo a alguma situação que gera inflamação) está associada a uma infecção.

Assim, a sepse é uma consequência de algum quadro infeccioso, causada por algum micro-organismo. Conhecer a provável causa da infecção é de grande importância para o tratamento.

Diversos sintomas podem estar presentes em caso de sepse, como febre, hipotensão, taquicardia, dispneia, agitação, confusão mental, desconforto abdominal, icterícia e outros. Diante desses sintomas, exames devem ser realizados para confirmação do diagnóstico. O tratamento deve ser iniciado o quanto antes, devido à alta taxa de mortalidade relacionada à sepse.