Alunos Online


Filo Platyhelminthes

Por: Mariana Araguaia <i>Schistosoma mansoni</i> fêmea inserida, parcialmente, no canal ginecóforo.

<i>Schistosoma mansoni</i> fêmea inserida, parcialmente, no canal ginecóforo.

Os platelmintos são animais de corpo longo e achatado; triblásticos, acelomados, e com simetria bilateral. Alguns são de vida livre, como as planárias (Classe Tubellaria); e outros, parasitas, como tênias (Classe Cestodea) e esquistossomos (Classe Trematoda).

Extremamente, há a epiderme. Espécies de vida livre secretam muco nesta região, auxiliando, juntamente com cílios presentes ali, sua locomoção. Já nos parasitas, há uma camada de cutícula externamente a ela. Abaixo da epiderme, encontramos o parênquima e também feixes musculares, distribuídos em vários sentidos, permitindo sua locomoção com bastante agilidade.

Tais animais possuem estruturas foto e quimiorreceptoras, auxiliando em sua orientação. Elas enviam informações ao sistema nervoso, constituído de dois cordões nervosos ligados a dois gânglios cerebrais, de onde partem ramificações que se espalham por todo o corpo. No que diz respeito a especializações, os de vida livre possuem ocelos; e os parasitas, ventosas ou ganchos de sustentação.

Quanto ao sistema digestório, tais animais não possuem ânus, somente boca; e esta se encontra no ventre. Os parasitas não possuem este sistema e, tampouco, tubo digestório isolado, retirando alimentos, já digeridos, do sangue de seu hospedeiro. Nos indivíduos de vida livre, a faringe se projeta da boca e libera substâncias que auxiliam a digestão do alimento que se encontra no meio externo. Depois, no intestino, ele será digerido de forma extra e intracelular.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O sistema circulatório está ausente, assim como o respiratório; e o sistema excretor é constituído de células-flama que, graças à grande quantidade de cílios que possuem, os fluidos extracelulares são filtrados e direcionados ao seu destino final, ou seja: o meio externo.

Sobre a reprodução, tais animais podem executar reprodução assexuada por fragmentação, na qual o animal, se dividindo em dois, forma dois novos indivíduos, a partir de tais partes pré-existentes; ou sexuada. Nas planárias, há a fecundação recíproca, na qual dois indivíduos penetram-se simultaneamente; e tênias realizam autofecundação. Nestes dois casos, os indivíduos são hermafroditos. Os esquistossomos não são, e se reproduzem com a fêmea inserida em uma estrutura encontrada no macho: o canal ginecóforo.