Alunos Online


Pregas vocais

Estruturas encontradas na laringe, as pregas vocais são formadas por pregueamentos da mucosa desse órgão e são essenciais no processo de fonação.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos É na laringe que encontramos as pregas vocais

É na laringe que encontramos as pregas vocais

Os seres humanos apresentam uma incrível capacidade de comunicação. Somos capazes de emitir sons que nos permitem falar com outros seres humanos e cantar, por exemplo. Essa emissão de sons é conseguida graças à presença de nossas pregas vocais, também conhecidas como cordas vocais.


→ Pregas vocais

As pregas vocais são encontradas na laringe, um tubo de formato irregular que garante a união da faringe com a traqueia. Na região da laringe, observam-se pregas na mucosa que provocam saliência no lúmen do órgão. No total, são dois pares de pregas: o superior, chamado de pregas vestibulares, e o inferior, chamado de pregas vocais verdadeiras.

As pregas vestibulares, ou falsas cordas vocais, são ricas em glândulas e não estão relacionadas, normalmente, com a emissão de sons. As pregas vocais ou cordas vocais verdadeiras, por sua vez, apresentam uma estrutura formada por um corpo e uma cobertura. O corpo é formado por músculo, e a cobertura é formada por epitélio e camada superficial da lâmina própria, uma camada frouxa e flexível que vibra no momento da fonação. Essas pregas vocais aparecem no final do segundo mês de gestação e são as responsáveis pela fonação.

De uma maneira geral, podemos perceber que homens apresentam pregas vocais maiores e também mais pesadas quando comparadas às presentes nas mulheres. Essa diferença confere a frequência típica de vibração de 125 Hz em homens, e de 250 Hz em mulheres.


→ Como as pregas vocais funcionam?

Ao respirar, nossas pregas vocais ficam abertas, afastadas umas das outras. Isso garante a entrada e a saída de ar. Para a produção do som, ocorre o contrário, e as pregas vocais ficam mais próximas. O ar, ao chegar na laringe, está em alta velocidade e os músculos desse órgão podem, então, contrair-se, o que faz a abertura das pregas vocais modificar-se. Essa modificação na abertura permite que o ar, ao passar, produza os sons. Assim, pode-se afirmar que as pregas atuam na produção de sons por meio da tensão muscular, juntamente com a pressão do ar.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


→ Como cuidar bem das pregas vocais?

As pregas vocais são essenciais para a fonação, sendo assim, é essencial cuidar dessa estrutura, prevenindo o surgimento de doenças e alterações que podem prejudicar a voz. Entre as principais formas de cuidar das nossas pregas vocais, devemos citar:

1. Não fumar. O fumo promove um aumento da deposição do muco, causando o pigarro. Além disso, as toxinas encontradas nesse produto podem causar irritação.

2. Não utilizar álcool. Bebidas alcoólicas produzem irritação na região das pregas vocais.

3. Evitar hábitos nocivos, tais como forçar tosse, falar sussurrando e tentar falar mais alto que o ambiente. Professores e cantores devem ter uma atenção redobrada ao falar alto.

4. Cuidar da postura, pois um alinhamento correto do corpo ajuda na produção dos sons.

5. Cuidar da alimentação, evitando, por exemplo, ficar muito tempo sem se alimentar, ingerir muita cafeína e condimentos e consumir chocolate, leite e derivados antes de utilizar a voz intensamente. Esses últimos alimentos aumentam a produção de muco.

6. Beber sempre muita água para que a mucosa esteja sempre hidratada, garantindo sua vibração.

7. Após utilizar muito a voz, fazer repouso.

8. Fazer exercícios de aquecimento vocal quando for utilizar a voz por longos períodos.