Alunos Online


Pressão arterial

O nosso coração é um órgão oco que pesa em torno de 400 g e se localiza no meio de nossa caixa torácica. Ele é envolvido por uma dupla membrana chamada de pericárdio e em suas paredes encontramos um tecido muscular estriado cardíaco, o miocárdio. Constituído de dois átrios e dois ventrículos, o coração tem seu funcionamento similar ao de uma bomba, que se contrai e se relaxa alternadamente, batendo cerca de 60 a 100 vezes por minuto, em situações de repouso. O coração é o órgão responsável por bombear o sangue para os pulmões (para ser oxigenado) e também para todas as regiões do corpo (para suprir as necessidades de oxigênio e nutrientes dos tecidos).

Quando há o relaxamento de uma câmara cardíaca dizemos que está ocorrendo diástole; e quando ocorre a contração de uma câmara cardíaca dizemos que está ocorrendo sístole. Na diástole, a câmara cardíaca se enche de sangue; enquanto que na sístole há o bombeamento desse sangue para fora, ou seja, para as artérias. Para que o sangue saia do coração e vá para as artérias, os ventrículos precisam se contrair, realizando o que chamamos de sístole ventricular. Ao ser bombeado pelos ventrículos, o sangue entra nas artérias com uma pressão muito alta, sendo que, ao mesmo tempo, as paredes arteriais se relaxam, de modo que a pressão em seu interior diminui. A essa pressão que o sangue exerce sobre as paredes internas das artérias damos o nome de pressão arterial.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Indivíduos jovens e saudáveis têm pressão sistólica, ou pressão máxima, que ocorre durante a sístole ventricular, em torno de 120 mmHg. Durante a diástole, também chamada de pressão diastólica ou pressão mínima, ela gira em torno de 80 mmHg. Dessa forma, podemos simplificar e dizer que a pressão de um adulto jovem fica em torno de 12 por 8.

Depois que o sangue passa por todas as regiões do corpo, sua pressão diminui e ele então é levado pelas veias até o coração. Diferentemente das artérias, onde o sangue flui por contrações de suas paredes, nas veias o sangue circula graças ao movimento dos músculos esqueléticos que as espremem. Em razão das válvulas presentes no interior das veias, não ocorre refluxo do sangue, garantindo a circulação do sangue apenas no sentido que leva ao coração.

A hipertensão arterial, muito conhecida como pressão alta, ocorre quando a pressão arterial está muito elevada. Essa elevação na pressão arterial pode causar lesões em vasos sanguíneos, ataques cardíacos e derrames cerebrais. Pode ser causado por estresse, dieta alimentar inadequada rica em gorduras e sal, vida sedentária, entre outras. Pessoas com hipertensão arterial devem ter acompanhamento médico e, na maioria das vezes, ela pode ser controlada com a prática de atividades físicas, reeducação alimentar e uso de medicamentos específicos.

A expressão “pressão arterial” se refere à pressão exercida pelo sangue contra a superfície interna das artérias

A expressão “pressão arterial” se refere à pressão exercida pelo sangue contra a superfície interna das artérias

Por: Paula Louredo Moraes