Ressaca

Por Paula Louredo Moraes
Um dos sintomas da ressaca é a forte dor de cabeça.
Um dos sintomas da ressaca é a forte dor de cabeça.
PUBLICIDADE

Quando ingerimos bebida alcoólica em excesso, no outro dia acordamos com uma indisposição muito conhecida como ressaca. A ressaca vem acompanhada de sede, enjoo, diarreia, mal-estar, sensação de que a cabeça está pesada, palidez, tremor nas mãos, fadiga e uma terrível dor de cabeça, intensa e latejante, que piora quando fazemos movimentos rápidos com a cabeça.

A ressaca é provocada pela intoxicação do organismo, que ocorre quando a pessoa bebe demais. Ao tentar metabolizar todo o álcool que a pessoa ingeriu, o organismo se desdobra e acaba sobrecarregando todos os órgãos do corpo, principalmente o fígado, que é o órgão responsável por produzir as enzimas que absorvem o álcool. Na tentativa de metabolizar o álcool presente no organismo, e desintoxicar o corpo, o cérebro manda o fígado aumentar a quantidade de enzimas. O fígado aumenta a quantidade de enzimas e consegue metabolizar todo o álcool, mas como o cérebro está em crise de abstinência, ele demora a perceber que todo o álcool já foi metabolizado e continua mandando informações para o fígado produzir mais enzimas. Esse aumento na quantidade de enzimas gera um desequilíbrio no organismo, provocando o desconforto e mal-estar que sentimos após uma noite de bebedeira.

Enjoos e diarreia são provocados por um aumento na produção de suco gástrico e secreções intestinais, o que causa gastrite alcoólica, queimação e diarreia. Por vezes a pessoa pode vomitar, em razão do grande mal-estar que sente.

A sede que você sente quando bebe muito é provocada pela desidratação que o corpo sofre, pois o álcool é uma substância diurética que faz os rins produzirem muita urina. Ao urinar, o corpo manda embora grande quantidade de água, que é retirada de nossos órgãos. Com essa água também se perde grande quantidade de sais minerais e vitaminas.

As dores no corpo, depois de uma bebedeira, são provocadas pela perda de alguns sais minerais, como o sódio e o potássio, pela desidratação. Sem esses íons, os músculos do corpo ficam mais suscetíveis às dores.

As dores de cabeça da ressaca também são causadas pela desidratação do corpo, pois o álcool diminui a coagulação do sangue e desacelera o fluxo de sangue em seu interior, fazendo com que os vasos sanguíneos se dilatem, provocando as dores de cabeça.

Não existe um remédio que cure a ressaca, apenas alguns antiácidos e analgésicos que podem atenuar o desconforto e o mal-estar, mas algumas atitudes podem ajudar a aliviar os efeitos de uma bebedeira.

Ingerir muito líquido sem álcool é importante para que o organismo se reidrate e elimine com maior rapidez os resíduos tóxicos presentes no organismo. Isotônicos, água de coco e sucos são recomendados para repor as vitaminas e os sais minerais perdidos;

Comer doces é uma ótima pedida para quem está de ressaca, pois o álcool diminui a quantidade de glicose no sangue e alimentos e bebidas que contenham glicose em sua composição ajudam nessa reposição, e ainda dão energia para o corpo;

Continuar bebendo para curar a ressaca não é uma boa pedida, pois o organismo continuará tentando se desintoxicar e poderá piorar o quadro de ressaca.

DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Isonitrilos
Saiba como essas substâncias orgânicas são formadas. Clique!

..................................................

Herbários
Descubra a relação dos herbários com a biodiversidade.

..................................................