Alunos Online


Teoria endossimbiótica

A teoria endossimbiótica explica como surgiram os cloroplastos e as mitocôndrias na célula eucariótica.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos A mitocôndria é uma organela encontrada em todas as células eucarióticas e relaciona-se com a respiração celular

A mitocôndria é uma organela encontrada em todas as células eucarióticas e relaciona-se com a respiração celular

A teoria endossimbiótica é utilizada para explicar a origem das mitocôndrias e cloroplastos nas células eucarióticas. Essa teoria foi proposta em 1981, por Lynn Margulis, em um livro chamado Symbiosis in Cell Evolytion.

O que diz a teoria endossimbiótica?

A teoria endossimbiótica afirma que mitocôndrias e cloroplastos são organelas que se originaram a partir da interação de um organismo procarionte com um organismo eucarionte. Essa interação provocou uma associação simbiótica estável, ou seja, uma interação em que todos os envolvidos são beneficiados com o processo.

Acredita-se que um organismo eucarionte englobou uma partícula procarionte autotrófica. A partir disso, eles iniciaram uma relação de cooperação, e um organismo passou a viver no interior do outro (endossimbiose). Com o tempo, essa relação tornou-se tão importante que os organismos não poderiam mais viver de forma isolada.

Provavelmente o organismo procarionte autotrófico beneficiou a célula hospedeira garantindo processos como a respiração celular, no caso da mitocôndria, e a fotossíntese, no caso dos cloroplastos. Já a célula hospedeira garantia proteção e nutrientes às novas organelas celulares.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais evidências sustentam essa teoria?

Muitas evidências sustentam a teoria de que os cloroplastos e mitocôndrias surgiram de uma interação endossimbiótica. Entre os principais pontos, podemos citar:

  • A presença de uma dupla membrana envolvendo mitocôndrias e cloroplastos. Essa dupla membrana, provavelmente, é resultado da membrana que já pertencia ao organismo procarionte, somada à membrana do organismo eucarionte que realizou o processo de englobamento (fagocitose);

  • Mitocôndrias e cloroplastos apresentam tamanhos semelhantes aos das bactérias;

  • A presença de proteínas muito similares àquelas encontradas em procariontes;

  • Cloroplastos e mitocôndrias possuem DNA próprio. Esse DNA difere-se daquele existente no núcleo celular e assemelha-se às moléculas de DNA encontradas em bactérias;

  • Possuem capacidade de autoduplicação;

  • Tanto mitocôndrias quanto cloroplastos apresentam ribossomos próprios.


Aproveite para conferir a nossa videoaula sobre o assunto: