Alunos Online


Urso-polar

O urso-polar é um grande mamífero carnívoro, cujo principal alimento são as focas. Classificado como vulnerável, é um animal encontrado na região do Círculo Polar Ártico.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos O urso-polar é um animal encontrado no Ártico

O urso-polar é um animal encontrado no Ártico

O urso-polar (Ursus maritimus) é um mamífero que vive no Círculo Polar Ártico e em áreas continentais adjacentes. É considerado o maior carnívoro terrestre.Atualmente, essa espécie está classificada como vulnerável na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN (sigla em inglês para International Union for Conservation of Nature / União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais, em português).

Leia mais sobre: Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN


Principais características do urso-polar

O urso-polar, um grande animal, pode pesar mais de 500 quilos e medir até 3 metros. Possui pele rica em pelos muito densos, sem nenhuma pigmentação, o que permite a camuflagem no ambiente de neve. Uma curiosidade é que esses animais possuem a pele preta, que ajuda a aquecer seu corpo devido à maior absorção de calor. São caracterizados por serem animais solitários.


Onde vive o urso-polar?

O urso-polar vive na região do Círculo Polar Ártico, em locais onde as águas são cobertas de gelo. Durante o verão, é possível observar a retração do gelo, por isso alguns ursos viajam em busca de locais onde o gelo ainda persista. Outros, no entanto, podem permanecer em terra nesse período, onde ficam em jejum, gastando suas reservas, até que o gelo se forme novamente no local. No ambiente terrestre, os ursos-polares não conseguem alimentos suficientes para seu sustento.


Alimentação do urso-polar

O urso-polar alimenta-se principalmente de focas
O urso-polar alimenta-se principalmente de focas

O urso-polar é um animal carnívoro. Seu principal alimento são as focas, as quais eles caçam, principalmente, no momento em que elas sobem para a abertura de gelo para respirar. Eles podem se alimentar também de outros mamíferos marinhos, de peixes e, até mesmo, de carcaças, como as de baleia, por exemplo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Deve-se salientar a importância do gelo para que esse animal obtenha seu alimento. Além de o gelo sobre as águas ser fundamental para capturar focas que buscam oxigênio, o gelo também garante camuflagem, fazendo com que o urso não seja percebido facilmente e, assim, consiga montar uma estratégia de caça. Dessa forma, o derretimento de gelo pode afetar negativamente os hábitos alimentares desse animal.

Leia mais sobre : Degelo


Reprodução do urso-polar

O urso-polar é um animal com taxa reprodutiva muito baixa quando comparada a de outros mamíferos. As fêmeas entram em estágio reprodutivo por volta dos 4 anos de idade, e sua gestação dura entre 195 e 265 dias. Normalmente, observa-se o nascimento de gêmeos.

O urso-polar dá à luz os filhotes em tocas
O urso-polar dá à luz os filhotes em tocas

As fêmeas dão à luz os seus filhotes dentro de tocas, onde ficam por volta de três meses. Os ursos-polares nascem com cerca de 600 gramas, cegos e com poucos pelos. Normalmente, quando saem da toca, já pesam entre 10 e 12 quilos. Esse peso é resultado de uma alimentação baseada em leite. Durante essa fase, a mãe se dedica completamente ao filhote. Há registros de fêmeas que ficaram até 8 meses sem se alimentar.

Após saírem da toca, os filhotes ainda não estão completamente independentes da mãe. É comum que o urso-polar fique com sua mãe até os dois anos de idade.