Alunos Online


Vesícula biliar

A vesícula biliar é um órgão localizado na região inferior do fígado e apresenta como função armazenar a bile, uma mistura de substâncias que emulsionam as gorduras.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos A vesícula biliar apresenta como função principal armazenar a bile

A vesícula biliar apresenta como função principal armazenar a bile

A vesícula biliar é um órgão extremamente importante relacionado com o processo de digestão de gorduras. Muitas pessoas acreditam que esse órgão é responsável pela síntese da bile, entretanto, sua função é apenas armazenar essa substância.

→ Vesícula biliar

A vesícula biliar é um órgão em formato de pera, semelhante a um saco, que se adere fortemente à região inferior do fígado. Sua função é armazenar, garantir o aumento da concentração da bile pela absorção de água e secretar essa substância. Estima-se que a vesícula possa armazenar, em média, de 30 ml a 50 ml de bile.

A secreção da bile ocorre no intestino e, para que isso ocorra, é necessária a contração da musculatura da vesícula. Essa contração decorre da liberação de colecistoquinina, um hormônio produzido pelas células enteroendócrinas do intestino delgado. A secreção desse hormônio, por sua vez, é estimulada quando ácidos graxos atingem o intestino delgado.

→ Bile

A bile é uma mistura de substâncias produzidas pelo fígado continuamente e cuja produção aumenta após as refeições. Sua composição apresenta diferentes produtos, como os sais biliares, que agem como emulsificantes para formar gotículas menores de gordura, o que ajuda na ação da lipase pancreática. Por causa disso, costuma-se dizer que a bile atue como um detergente. Além desses compostos citados, ela é constituída por água, sais inorgânicos, colesterol e fosfolipídios.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Durante a produção da bile, o fígado incorpora ainda alguns pigmentos resultantes da destruição dos eritrócitos (bilirrubina). Esses pigmentos são eliminados juntamente com as fezes, mas, em alguns casos, podem acumular-se na pele e causar a coloração amarelada denominada de icterícia.

→ Pedras na vesícula

As pedras na vesícula, ou colelitíase, é uma condição que afeta de 3% a 20% da população mundial. É um problema relativamente frequente em pessoas idosas, sobretudo entre mulheres.

Essa condição é geralmente causada por distúrbios dos compostos químicos presentes na bile, que faz com que ocorra a formação dos cálculos no interior da vesícula biliar. Estudos mostram que as causas são variáveis e devem-se, em geral, a uma combinação de fatores, como o peso corporal.

A pedra na vesícula é assintomática, entretanto, há relatos de desconforto quando ocorre a migração dos cálculos para as vias biliares. O paciente com esse problema costuma sentir dor na parte superior e central do abdômen, ou ainda no quadrante superior direito. O tratamento recomendado é a retirada da vesícula. A não retirada pode levar a complicações, tais como a inflamação aguda desse órgão, gerando quadros fortes de dor.