Alunos Online


A Terra é redonda?

A Terra é realmente redonda? Desde 500 a.C., já existiam explicações sobre o formato esférico do nosso planeta.

No ano 500 a.C., a ideia do formato esférico da Terra já era aceita como verdade pelos filósofos gregos. A proposta de um planeta circular surgiu de simples observações cotidianas.

Os estudiosos da época notaram, por exemplo, que, dependendo da localidade de um indivíduo, ele veria o mesmo grupo de estrelas em posições diferentes. Além disso, ao observarem a aproximação de navios no horizonte, eles perceberam que, primeiro, enxergavam-se os mastros e, depois, via-se a embarcação por completo. A análise de situações como essas permitiu que esses filósofos concluíssem que a Terra deveria ser arredondada.

Atualmente, mesmo depois das contribuições de físicos brilhantes como Isaac Newton e Johannes Kepler, existem discussões acaloradas a respeito do real formato da Terra. Atuando principalmente nas redes sociais, os chamados terraplanistas difundem a ideia de que nosso planeta seria, na realidade, plano.

Segundo essa ideia, a Terra possuiria um formato de disco, com a atmosfera formando uma espécie de domo (cúpula). A Lua e o Sol, que não teriam os tamanhos estimados pela Ciência atual, mover-se-iam nesse domo. Ainda conforme esse modelo terraplanista, a Antártica comporia a borda do disco, o que explicaria, segundo eles, essa ser uma região tão protegida no planeta. Observe na imagem abaixo um esquema dessa teoria dos terraplanistas:

A Terra é redonda!

Existem inúmeras evidências do formato esférico da Terra. A seguir, descrevemos alguns fatos mais simples que demonstram isso.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

1) As grandes navegações

No século XVI, Fernão de Magalhães executou a primeira circum-navegação que foi bem-sucedida. Ao seguirem sempre na mesma direção, os navios, após determinado tempo, voltavam ao ponto inicial da viagem, evidenciando o formato circular do planeta.

2) Os fusos horários

Em um sistema plano, todos os habitantes do planeta deveriam ser iluminados ao mesmo tempo pelo Sol, mas não é isso o que acontece. Por causa do formato esférico do nosso planeta e do movimento de rotação, a luz do Sol brilha em lugares distintos em horários específicos. Assim, enquanto em uma extremidade da Terra é noite, na outra, é dia, e isso só pode acontecer em um sistema circular.

3) Explorações do espaço

O lançamento de satélites, o movimento da Estação Espacial Internacional, as idas do homem ao espaço, iniciadas em 1961 com Yuri Gagarin, e as inúmeras imagens e vídeos, até mesmo em tempo real, apresentam a clara evidência de um planeta em formato de esfera.

Exige-se, portanto, um esforço muito maior para explicar o formato plano que o arredondado, pois tal afirmação quebraria vários princípios científicos já entendidos e explicados há séculos. As poucas evidências, expostas anteriormente, demonstram a realidade de um planeta em formato esférico, achatado nos polos e que se move ao redor de uma pequena estrela.

Em 500 a.C., os filósofos gregos já conheciam o real formato do planeta Terra

Em 500 a.C., os filósofos gregos já conheciam o real formato do planeta Terra

Por: Joab Silas da Silva Júnior