Alunos Online


MHS

O movimento harmônico simples (MHS) descreve um movimento retilíneo e periódico.

Vamos analisar a figura acima (um corpo preso a uma mola). O corpo possui massa m e a mola possui uma constante elástica k. No primeiro momento, a mola encontra-se na sua posição de equilíbrio, ou seja, não está deformada.

Desprezando o atrito, quando puxamos o corpo para a direita e logo o soltamos, este passa a descrever um movimento de vai e vem (de um lado para outro) em relação a sua posição de equilíbrio.

A esse movimento, que se repete em intervalos de tempos iguais e ocupa a mesma posição na trajetória descrevendo um movimento retilíneo e periódico, damos o nome de movimento harmônico simples (MHS).

Quando puxamos o corpo para a posição x = x1, a mola exerce uma força sobre o corpo com direção para a esquerda.

Quando empurramos o corpo para a posição x = x2, a mola exerce uma força sobre o corpo com direção para a direita. Então, pela Lei de Hooke, temos:

                                                                         F = -k.x

Como mostra a figura abaixo, consideremos uma superfície sem atrito, em que deslocamos o corpo para a posição x = A. Ao soltarmos, o copo oscilará entres as posições x = A e x = –A. Denominamos essas posições de amplitude do movimento.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Período do MHS

O período do movimento harmônico simples não depende da amplitude e é dado pela seguinte equação:

                                                                         T = 2π√(m/k)

Onde m é a massa do corpo e k é a constante elástica da mola.

Movimento harmônico simples em um sistema massa-mola

Movimento harmônico simples em um sistema massa-mola

Por: Domiciano Correa Marques da Silva