Alunos Online


Nebulosas

Nebulosas são grandes nuvens de gás e poeira com tamanhos, cores e temperaturas diferentes.

Por: Rafael Helerbrock A Nebulosa de Águia é conhecida como um berçário estelar, recheada de protoestrelas – estrelas em estágio inicial de formação

A Nebulosa de Águia é conhecida como um berçário estelar, recheada de protoestrelas – estrelas em estágio inicial de formação

Nebulosas são grandes nuvens de gás que ocorrem no espaço interestelar. O nome aplica-se às estruturas externas ao sistema solar que não apresentam formato regular. Origina-se do latim “nebula” e significa nuvem.

As nebulosas apresentam tamanhos bastante diversos, podendo ter dimensões próximas às de estrelas como o Sol ou ser ainda do tamanho de galáxias, chegando a apresentar centenas de milhares de anos-luz de comprimento.

São majoritariamente compostas de gases como Hidrogênio e Hélio, poeira cósmica e gases ionizados em diferentes temperaturas, densidades e pressões. Podem ser grandes berçários estelares, já que a grande concentração de massa em nebulosas favorece a aglutinação de partículas em virtude da atração gravitacional, propiciando a formação de novas estrelas.

Tipos de nebulosas

As nebulosas são classificadas quanto à sua densidade, temperatura e brilho. Confira a seguir alguns tipos:

→ Nebulosas de emissão

Nuvens de gás de altas temperaturas, são excitadas ao absorverem a luz ultravioleta de estrelas próximas e emitem seu próprio brilho após o decaimento de suas partículas para níveis mais baixos de energia. Por causa de sua composição, basicamente Hidrogênio, apresentam cores avermelhadas, como a nebulosa Ômega, localizada na constelação de Sagitário (na imagem a seguir).

→ Nebulosas de reflexão

Os astrônomos conhecem cerca de 500 nebulosas de reflexão diferentes. Elas simplesmente refletem a luz de outras fontes incidentes sobre elas, apresentam tons de azul e geralmente são chamadas de nebulosas difusas, assim como a nebulosa Maia, que rodeia o famoso conjunto de estrelas chamado de Plêiades:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

→ Nebulosas escuras

Essa nebulosa é opaca e pode ser vista contrastando com o brilho de todos os objetos ao seu redor que são mais brilhantes do que ela. É um grande berçário de estrelas, assim como a nebulosa Cabeça de Cavalo, que apresenta seis anos-luz de comprimento e uma massa de 300 massas solares:

→ Nebulosas planetárias

Esse tipo de nebulosa foi batizado pelo astrônomo alemão William Herschel, pois, ao observá-las com os telescópios da época, confundiu-as com planetas gasosos, apesar de serem bastante diferentes. São objetos astronômicos com formatos similares às conchas ou esferas, geralmente são brilhantes e compostas por gases e estrelas em seus estágios finais de vida.

A imagem a seguir traz a nebulosa do Anel, localizada a 2300 anos-luz da Terra:

Além disso, estrelas que apresentam massas ligeiramente superiores à massa solar podem tornar-se supernovas, deixando grandes nebulosas planetárias em seu lugar e um núcleo muito quente, de dimensões reduzidas e pouca luminosidade.