Alunos Online


América Platina

A América Platina é uma sub-região da América do Sul formada pelos países banhados pelo rio da Prata, que historicamente mantiveram relações muito próximas.

Por: Thamires Olimpia Silva Rio da Prata, em Buenos Aires. A bacia hidrográfica desse rio tem uma importante influência na América Platina

Rio da Prata, em Buenos Aires. A bacia hidrográfica desse rio tem uma importante influência na América Platina

Em virtude das diversidades históricas, econômicas e culturais, a América do Sul pode ser subdividida em: América Andina, composta pelos países cortados pela Cordilheira dos Andes; Guianas, antigas colônias da Inglaterra (Guiana), França (Guiana Francesa) e a Holanda (Suriname, que até 1975 possuía o nome de Guiana Holandesa); e a América Platina. Como o Brasil foi o único país do continente a ser colonizado por Portugal e possui características econômicas, naturais e culturais muito particulares, ele não se enquadra em nenhuma dessas regiões, demandando um estudo específico sobre seu território.

A América Platina é formada pelos países banhados pela bacia do rio da Prata: Paraguai, Argentina e Uruguai. Além disso, esses três países, durante a maior parte da colonização espanhola, integravam a área administrativa do Vice-reinado da Prata e estabeleceram relações muito próximas desde o início da colonização espanhola na região.

A colonização espanhola da América Platina ocorreu principalmente pela navegação dos rios que compõem a bacia hidrográfica do rio da Prata e foi motivada, inicialmente, pela busca do ouro de aluvião na região. Todavia, como os colonizadores espanhóis não encontraram grandes riquezas minerais e o clima subtropical da região não colaborava com a produção de produtos tropicais, muito requisitados na época, a efetiva ocupação desse território só ocorreu no século XIX. Essa ocupação resultou da crescente necessidade de matéria-prima decorrente da industrialização e do aumento populacional da Europa.

A relação entre esses países foi marcada por conflitos e guerras, causados, principalmente, pela definição de suas fronteiras. Atualmente, os países da América Platina possuem uma relação mais favorável e integram, juntamente ao Brasil (outro país com o qual essa região manteve muito contato), o Mercosul, um bloco econômico que tem como principal objetivo promover uma área de livre-comércio entre os seus membros, com a eliminação das barreiras alfandegárias e a adoção de uma tarifa única para as transações comerciais com os demais países do mundo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A população dos países da América Platina ultrapassa os 50 milhões de habitantes e é constituída principalmente por brancos, em virtude da intensa migração de europeus, principalmente de espanhóis e italianos, para essa região. Como a colonização nesses países só se intensificou no século XIX, quando a Inglaterra dificultava o tráfico negreiro, a população negra nas nações da América Platina também não é significativa. Com relação à população indígena, somente o Paraguai possui grandes contingentes de população indígena ou mestiça, visto que, durante a colonização, a maior parte das civilizações autóctones que viviam na região foi dizimada.

Os melhores índices econômicos da América Platina pertencem à Argentina e Uruguai. Com um PIB de 609 bilhões de dólares, a Argentina é o segundo país mais industrializado da América do Sul e o seu setor primário também é forte, produzindo principalmente, ovinos, bovinos e culturas irrigadas. O Uruguai possui um PIB de 55 bilhões de dólares e sua economia baseia-se na pecuária extensiva e de corte com a criação de bovinos e suínos. Já o Paraguai, com um PIB de 29 bilhões de dólares, é o país mais pobre da região. Com uma certa tradição no setor primário, o principal produto paraguaio é a soja.