Alunos Online


Astenosfera

A astenosfera localiza-se abaixo da litosfera e está em constante interação com ela, o que evidencia o caráter dinâmico do planeta.

Por: Rodolfo F. Alves Pena Localização aproximada da astenosfera terrestre

Localização aproximada da astenosfera terrestre

A Astenosfera é a camada da Terra formada pela região superior do manto, apresentando um aspecto mais fluido e pastoso, com um magma que se encontra em constante movimento. É a camada terrestre que se encontra logo abaixo da litosfera e, por isso, atua e interfere diretamente na sua dinâmica. Sua profundidade varia entre 100 km e 400 km e sua composição básica são os silicatos de ferro e de magnésio.

A palavra “astenosfera” vem de sthenos (frágil) e sfera (camada), recebendo essa denominação pelo fato de as ondas sísmicas que ocorrem na litosfera diminuírem sua força e propagação ao longo dessa camada, o que denota o seu aspecto mais fluido e menos sólido.

Como já frisamos, a astenosfera encontra-se em constante movimento. Esse movimento é um dos principais responsáveis pelo caráter dinâmico da superfície terrestre e manifesta-se a partir das chamadas correntes de convecção.

Para compreender como elas funcionam, observe uma panela com água fervendo. É possível notar que a água, à medida que vai se aquecendo, vai se movimentando e, em alguns momentos, realiza alguns deslocamentos circulares e cíclicos. São esses movimentos que acontecem no manto e que denominamos por correntes ou células de convecção.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Essas correntes são muito importantes, pois são elas as responsáveis pelos movimentos característicos das placas tectônicas, uma vez que elas atuam como uma forma endógena que “empurra” a crosta terrestre, conforme podemos observar no esquema a seguir.

Esquema demonstrando a relação entre as células de convecção e as placas tectônicas
Esquema demonstrando a relação entre as células de convecção e as placas tectônicas
*

Em razão da pressão que o magma exerce sobre a litosfera, eventualmente podem ocorrer alguns fenômenos relacionados a essa dinâmica, como os terremotos e os vulcanismos, além dos movimentos das placas tectônicas já aqui mencionados.

Ao compreendermos melhor a estrutura interna da Terra, podemos observar o quanto ela é dinâmica, além de percebermos que todo o seu sistema está, de algum modo, interligado.

* Fonte da imagem: Surachit e Wikimedia Commons.