Alunos Online


Bacia Hidrográfica

O conceito de Bacia Hidrográfica está diretamente ligado ao escoamento das águas em direção ao leito dos rios.

Por: Rodolfo F. Alves Pena Visão aérea de uma bacia hidrográfica

Visão aérea de uma bacia hidrográfica

Muitas pessoas pensam que bacia hidrográfica (também chamada de bacia de drenagem) é o mesmo que um rio ou um conjunto de rios e seus afluentes. Porém, essa definição está errada. Bacia hidrográfica é toda área em que as águas superficiais escorrem em direção ao leito de um rio pela força da gravidade. Portanto, as ruas, as casas, as florestas e muitas outras coisas estão sempre localizadas na área de uma determinada bacia hidrográfica.

O divisor de águas de uma bacia é geralmente definido pelos pontos de elevadas altitudes que a separam de outra bacia, ou seja, de um lado do divisor, as águas escorrem para um rio e, do outro lado, as águas escorrem para outro rio.

Quando um rio é composto por vários afluentes, podemos dizer que ele é composto por várias bacias hidrográficas. Isso porque cada um dos afluentes que deságuam nesse mesmo rio possui seus próprios divisores de água. Juntas, essas bacias formam outra de maior grandeza, constituindo as grandes bacias hidrográficas do mundo, como a do Rio Amazonas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Em alguns casos, o conjunto de bacias hidrográficas interligadas é chamado de rede hidrográfica.

A qualidade dos rios está relacionada ao grau de conservação de suas respectivas bacias. Isso porque ele é alimentado, além de suas nascentes e afluentes, pelas águas fluviais que escorrem sobre a área da bacia em direção ao seu leito. Nesse percurso, essas águas podem levar consigo uma grande quantidade de lixo e resíduos sólidos, que contribuem diretamente para o aumento de suas taxas de poluição.

Além disso, quando a cobertura vegetal da bacia hidrográfica é removida, os rios podem sofrer com processos de sedimentação e erosão. Isso ocorre porque, ao escorrer, as águas “lavam” o solo, removendo partículas de solo e de rochas, chamadas de sedimentos. Sem as árvores para conter esse processo, ocorrem fenômenos como a formação de bancos de areia, a erosão de suas margens e, em alguns casos mais extremos, até a extinção do rio.

Compreender a dinâmica dos cursos d’água e as suas bacias hidrográficas é extremamente importante para a preservação e manutenção dos recursos hídricos.