Canal do Panamá

O Canal do Panamá é uma abertura artificial, localizada na América Central, que liga os oceanos Pacífico e Atlântico, facilitando o comércio entre a América do Norte e a Europa.

Por Hugo Mota
Vista do Canal do Panamá, Estação de Miraflores
Vista do Canal do Panamá, Estação de Miraflores
PUBLICIDADE

O Canal do Panamá é uma das principais obras de engenharia do continente americano. Localizado no istmo do Panamá, na América Central, essa obra permite a travessia de embarcações marítimas entre os oceanos Atlântico e Pacífico sem a necessidade de contornar a América do Sul.

O interesse por uma solução de engenharia que reduzisse as longas distâncias percorridas por embarcações norte-americanas ou europeias interessadas em estabelecer relações comerciais com os demais países do continente americano remonta ao século XVI, com o espanhol Nuñes de Balboa, primeiro a chegar no território do canal.

Representação do Istmo do Panamá, a faixa mais estreita do continente americano
Representação do Istmo do Panamá, a faixa mais estreita do continente americano

Construção do Canal

A estreita faixa de terras do território do Panamá que separa os oceanos Pacífico e Atlântico foi determinante para o interesse em “romper” essa barreira natural e construir uma nova passagem comercial, especialmente para uso dos Estados Unidos e países da Europa. A abertura do Canal do Panamá permitiu a redução significativa das distâncias no transporte marítimo de cargas, com a eliminação da obrigatoriedade do contorno da América do Sul, o que representa uma redução de 12.530 km.

O início da construção do Canal do Panamá data oficialmente de 1881. O francês Ferdinand Lesseps foi o principal responsável pela obra. Lesseps possuía autoridade no tema por ter sido o idealizador do Canal de Suez (abertura artificial localizada no Egito que liga o Mar Vermelho e o Mediterrâneo) em 1869. Porém, erros de variadas ordens levaram sua empresa à falência e, em 1904, os Estados Unidos assumiram a responsabilidade pela construção do Canal do Panamá. A obra foi concluída em 1914.

Principais características do Canal do Panamá

O Canal do Panamá possui 82 km de cumprimento e utiliza o sistema de eclusas para fazer a travessia de embarcações do oceano Atlântico para o Pacífico e vice-versa. Eclusas são soluções de engenharia que permitem que embarcações sejam elevadas ou rebaixadas de acordo com o nível do curso de água. No Panamá, existem três eclusas: Pedro Miguel, Gatún e Miraflores.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Antes da abertura do Canal do Panamá, as viagens entre a costa Oeste dos Estados Unidos e a costa Leste poderiam demorar até 4 meses, considerando o tempo necessário para contornar as águas do sul do continente americano. A passagem de um lado a outro do canal do Panamá dura em média 15 horas. Atualmente a capacidade de transporte do canal do Panamá é de 200 milhões de toneladas/ano, movimentando valores da ordem de 3,5 bilhões de dólares. Anualmente cruzam o Canal do Panamá 14 mil embarcações.

Novo Canal do Panamá

Em 2007, a administração do Canal do Panamá iniciou uma ampliação na capacidade do canal para adequar-se aos maiores e mais modernos navios cargueiros do mundo. Essa necessidade de adequação é uma resposta ao seu maior concorrente, o Canal de Suez, no Egito, que também tem trabalhado para ampliar sua capacidade de tráfego. Atualmente, mais de 144 rotas marítimas cruzam o Canal do Panamá, alcançando mais de 160 países.

Assim, o novo Canal do Panamá passaria a atender embarcações muito maiores. Atualmente as principais embarcações possuem capacidade de 5.000 TEUS (unidade de medida para um contêiner padrão: 6.10 m de comprimento x 2.44 m de largura x 2.59 m de altura) ou aproximadamente 39 m³. O novo canal permitirá a passagem de embarcações com capacidade para 15.000 TEUS.

Com a ampliação, o Canal do Panamá espera atrair mais interessados em utilizar essa importante passagem entre os oceanos Atlântico e Pacífico e, assim, assumir cada vez mais o protagonismo no cenário comercial internacional, alcançando, além de navios cargueiros, investimentos e desenvolvimento para o país, que está em franco processo de modernização.

DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Regra de três
Listamos os três erros mais comuns em regra de três.

..................................................

Fígado
Você conhece todas as funções desse órgão no organismo?

..................................................