Alunos Online


Crosta Terrestre

A crosta terrestre, camada mais externa do nosso planeta, é a estrutura sobre a qual o ser humano realiza diretamente as suas principais atividades.

Por: Rodolfo F. Alves Pena Esquema explicativo da composição da Crosta Terrestre

Esquema explicativo da composição da Crosta Terrestre

A crosta terrestre é a porção sólida das camadas da Terra e a mais extensa de sua estrutura física. Essa faixa é extremamente fina quando comparada com o volume total do planeta, haja vista que suas profundidades não ultrapassam os 70 km. Para se ter uma ideia, o núcleo interior encontra-se a uma distância de 6370 km da superfície.

A composição da crosta terrestre é fundamentalmente estruturada por silício e magnésio nas áreas oceânicas, onde a crosta é mais fina e varia de 5 a 15 km, e por silício e alumínio nas áreas continentais, onde a profundidade varia de 20 a 70 km. Por esse motivo, a crosta oceânica também é chamada de sima, e a crosta continental é chamada de sial.

Ao contrário do que ocorre em outros planetas, a exemplo de Marte, a crosta da Terra não é única e indivisível, mas segmentada em inúmeras partes ou “pedaços”. Cada uma dessas partes é chamada de placa tectônica, que se encontra em constante movimentação em função da pressão interna exercida pela movimentação do magma existente no manto terrestre.

Em virtude dessa movimentação, foram observadas ao longo da evolução do tempo geológico diferentes e ininterruptas formações e transformações do relevo, como o gradual surgimento de cadeias montanhosas, vulcões, fossas oceânicas, entre outros casos. As ações do tectonismo são classificadas, portanto, como atuação dos agentes internos ou endógenos de transformação do relevo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Além disso, a porção mais externa da crosta terrestre também se modifica em razão de agentes exógenos ou externos, o que geralmente é realizado em forma de desgaste das rochas e dos solos, a exemplo da ação da água, dos ventos e dos seres vivos em processos intempéricos e erosivos.

Outra importante característica da crosta terrestre é sua constituição em rochas, que, por sua vez, são formadas por agregados de minerais. Como o relevo está sempre em transformação, as suas estruturas rochosas também estão, de modo que existem três tipos principais: as ígneas ou magmáticas, as metamórficas e as sedimentares.

Resumidamente, as rochas ígneas são aquelas formadas pela solidificação do magma; as metamórficas originam-se do metamorfismo ou transformação química de outras rochas; e as sedimentares surgem da consolidação de partículas de rochas erodidas, chamadas de sedimentos.

A compreensão dos elementos e dinâmicas da crosta terrestre é de vital importância para os seres humanos, pois é sobre essa estrutura que a sociedade realiza suas atividades diretamente. Assim, entender como se organiza a camada superficial da Terra contribui para que possamos melhor planejar nossas ações sobre o meio. 


Aproveite para conferir nossa videoaula sobre o assunto:

Carregando...