Alunos Online


Eclipse lunar

O eclipse lunar ocorre sempre que a lua é total ou parcialmente encoberta pela sombra da Terra, modificando a sua aparência.

O eclipse lunar é um fenômeno astronômico em que a lua deixa de ser visível durante uma parte da noite por causa da sombra da Terra projetada sobre ela inteira ou parcialmente. Esse fenômeno ocorre durante a lua cheia, porém não é muito comum em razão dos cinco graus de inclinação da órbita lunar em relação à órbita terrestre. Em geral, o processo está relacionado com o posicionamento da lua nas áreas da umbra e da penumbra do nosso planeta.

Para entender melhor, confira o esquema representado a seguir:

Esquema explicativo de um eclipse lunar
Esquema explicativo de um eclipse lunar

Os eclipses lunares são mais comuns do que os solares (quando a lua fica entre o sol e a Terra e encobre a luminosidade solar). Isso acontece porque a sombra projetada pela Terra é muito maior do que a área globular do nosso satélite natural, o que também faz com que o fenômeno possa ser visto em todos os lugares onde é noite.

Existem, no entanto, diferentes formas de ocorrência do eclipse lunar. Por esse motivo, em uma classificação direta, há três tipos existentes, a saber:

a) eclipse lunar total: é quando a lua está totalmente posicionada na sombra umbral da Terra, ficando totalmente encoberta. Em alguns casos, ela fica completamente escura e, em outros, apresenta uma aparência alaranjada ou avermelhada em virtude da iluminação indireta dos raios solares. Nesse último caso, formam-se as luas de sangue, como elas são popularmente conhecidas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O fenômeno da lua de sangue
O fenômeno da lua de sangue

b) eclipse lunar penumbral: é quando a órbita da lua passa pela área penumbral da sombra da Terra, ficando apenas parcialmente escurecida. Em alguns casos, nem é possível perceber o fenômeno a olho nu, pois a luminosidade da lua mantém-se quase que inalterada.

c) eclipse lunar parcial: é quando a lua encontra-se parcialmente localizada sobre a umbra e parcialmente sobre a penumbra, ficando com uma parte encoberta pelos raios solares e a outra apenas um pouco escurecida.

Um eclipse lunar pode durar, no máximo, 3,8 horas, e os eclipses lunares totais não ultrapassam a marca de 1,7 hora. Como já dissemos, à noite, em qualquer região é possível visualizar o fenômeno, o único impeditivo possível é a condição momentânea da atmosfera, quando o céu está carregado de nuvens na região do observador.

Sequência de um eclipse lunar total em imagem panorâmica
Sequência de um eclipse lunar total em imagem panorâmica

Imagem projetada de um eclipse lunar

Imagem projetada de um eclipse lunar

Por: Rodolfo F. Alves Pena