Alunos Online


Energia Hidrelétrica

Por: Wagner de Cerqueria e Francisco Usina hidrelétrica de Itaipu

Usina hidrelétrica de Itaipu

Considerada uma fonte renovável, a energia hidrelétrica consiste em um processo de obtenção de energia elétrica através do aproveitamento do potencial hidráulico de um rio. Para isso, é necessária a construção de uma usina hidrelétrica, que será responsável por transformar a força hidráulica (quedas-d’água) em eletricidade, por meio de geradores.

A construção de usinas hidrelétricas deve ocorrer em rios com desníveis ou quedas que possam proporcionar um significativo potencial hidráulico, sendo essencial a construção de barragens para garantir um maior acúmulo de água. Essas instalações têm por objetivo interromper o curso natural de um rio, sendo que esse processo necessita de altos investimentos e mão de obra qualificada.

Depois de instaladas, as águas de um rio passam por tubulações com muita força e velocidade. A energia potencial das águas realiza o movimento de turbinas, gerando energia mecânica. Em seguida, as turbinas em movimento, conectadas a um gerador, transformam energia mecânica em energia elétrica. Essa eletricidade é fornecida até os centros consumidores através de fios.

Esse sistema apresenta alta eficiência, girando em torno de 95% de aproveitamento, e responde por cerca de 18% da matriz energética mundial. No entanto, poucos países podem contar com essa fonte, visto que sua instalação necessita de rios volumosos e com características específicas. Entre os países de grande potencial hidráulico estão os Estados Unidos da América, Canadá, Rússia, China e Brasil.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Aproximadamente 95% da energia elétrica produzida no Brasil é oriunda de usinas hidrelétricas. O país possui uma ampla rede hidrográfica, com rios planálticos que apresentam acentuados desníveis, garantindo, assim, um grande potencial hidráulico. As bacias hidrográficas que se destacam pelo potencial são a do Paraná (abriga a usina de Itaipu), Amazônica e do Tocantins-Araguaia.

Apesar de ser uma fonte renovável e não emitir poluentes, a instalação de usinas hidrelétricas desencadeia uma série de problemas socioambientais. A inundação de grandes áreas provoca a remoção da população ribeirinha, destruição de extensas áreas de vegetação natural, perda de espécies da fauna e da flora, alteração do curso natural dos rios, possibilidade de transmissão de doenças (esquistossomose e malária), etc.