Alunos Online


Eras Geológicas

As eras geológicas representam a divisão dos períodos de formação e transformação da Terra e das formas de vida.

Por: Rodolfo F. Alves Pena O estudo das eras geológicas revela-nos o passado da Terra

O estudo das eras geológicas revela-nos o passado da Terra

A Terra possui aproximadamente 4,5 bilhões de anos. Assim, durante todo esse período, ela passou por inconstantes e variadas transformações em suas estruturas, composições e formas de vida. Para organizar e melhor compreender como o processo de formação e transformação do Planeta Terra ocorreu, dividiu-se essa cadeia de acontecimentos nas chamadas eras geológicas.

Observe o quadro a seguir, ele traz a síntese dessa elaboração.

Para entender a tabela geológica, é preciso fazer sua leitura de baixo para cima
Para entender a tabela geológica, é preciso fazer sua leitura de baixo para cima

Essa periodização do tempo geológico foi realizada – e é ocasionalmente alterada – em função dos achados fósseis e da análise de rochas antigas, que foram datados a partir dos métodos de datação relativos e radiométricos. Desse modo, além dos dois principais éons que compõem a história da Terra, temos as cinco eras geológicas que, respectivamente, foram: Arqueozoica, Proterozoica, Paleozoica, Mesozoica e Cenozoica.

É interessante perceber, na análise da tabela acima, o grande período de tempo em que a Terra esteve em formação e não conheceu nenhum tipo de vida: cerca de dois bilhões de anos. Outro aspecto a ser ressaltado é o quanto a formação da humanidade é breve em comparação com os distintos períodos de formação da Terra e das formas de vida que nela habitam.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Para que se tenha uma ideia, se todas as eras geológicas fossem resumidas em um dia, apenas os últimos três segundos seriam correspondentes ao surgimento do homem e toda a sua história. Nós existimos há cerca de 1,6 milhões de anos, enquanto, por exemplo, o reino dos dinossauros sobre a Terra durou cerca de 100 milhões de anos.

Assim, conforme essa periodização, a atual época é a do Holoceno, no período Quaternário, da Era Cenozoica, do Éon Fanerozoico.

Nesse sentido, torna-se importante a diferenciação dos dois tipos de temporalidades científicas: de um lado, temos o tempo geológico, que é sempre medido na casa dos milhões ou até dos bilhões; e, de outro, temos o tempo histórico, com escalas de tempo bem menores, que se constituem desde a formação dos primeiros agrupamentos humanos (pré-história) até a constituição da escrita em diante (história).