Alunos Online


Holanda

A Holanda é chamada de Países Baixos em função do fato de 20% do seu relevo encontrar-se abaixo do nível do mar.

Por: Rodolfo F. Alves Pena Bandeira da Holanda, chamada de Países Baixos

Bandeira da Holanda, chamada de Países Baixos

A Holanda é um país localizado na Europa setentrional que faz fronteira com a Bélgica, a sudoeste, e com a Alemanha, a leste e sul; ao norte, é banhada pelo Mar do Norte, uma extensão do Oceano Atlântico. Possui uma área territorial de 41.540 km², onde habitam 16,7 milhões de pessoas, o que constitui uma densidade demográfica de 402 hab/km², uma das mais elevadas da Europa.

Esse país é oficialmente chamado de Países Baixos, sendo que a “Holanda” seria apenas uma região local constituída por duas províncias: Holanda do Norte e Holanda do Sul. No entanto, em razão do histórico poderio militar, náutico e econômico dessa localidade, o próprio país, em alguns idiomas, passou a ser conhecido pelo nome dessas principais províncias.

Países Baixos, por sua vez, é uma expressão que remete às características naturais do país, haja vista que cerca de 20% do seu território encontra-se abaixo do nível do mar, ou seja, é composto por depressões absolutas. Outra considerável área encontra-se a baixíssimas altitudes, sendo composta por terrenos mais planos. As altitudes mais elevadas não ultrapassam os 320 metros e todo o país é composto por planícies.

Em virtude das perdas humanas e econômicas sobre os povos que habitavam a região por causa das enchentes causadas pelas cheias do Mar do Norte, os holandeses desenvolveram, desde o século IX, sistemas de diques e barragens para conter a invasão das águas do mar sobre as áreas de depressão. Todavia, foi após o término da Segunda Guerra Mundial que as tecnologias sobre essas construções tornaram-se mais eficientes e seguras.

As barragens da Holanda revelam os avanços na engenharia do país
As barragens da Holanda revelam os avanços na engenharia do país

Como a região é plana e o território dos Países Baixos é muito pequeno, o clima da Holanda é determinado pela maritimidade, com temperaturas amenas e chuvas regulares e bem distribuídas ao longo do ano.

O sistema de governo dos Países Baixos é uma monarquia constitucional, em que o parlamento e os seus ministros respondem pela governança do país, cabendo ao Rei (ou Rainha, se for o caso) os compromissos diplomáticos e outros afazeres, como a realização de discursos públicos e divulgação dos planejamentos financeiros e políticos.

A Economia da Holanda é considerada desenvolvida, demonstrando uma franca recuperação após o país ter sido dominado pela Alemanha nazista durante a II Guerra Mundial. Há uma ampla exploração de recursos naturais, destacando-se o gás natural e o carvão mineral, esse último ainda insuficiente para a demanda energética do país. A agricultura e a indústria são setores avançados, contando com técnicas altamente desenvolvidas em seus seios produtivos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A Holanda, junto a Luxemburgo e Bélgica, fundou, em 1958, o primeiro acordo econômico regional do mundo: o Benelux. Esse bloco, posteriormente, expandiu-se e transformou-se em CECA (Comunidade Europeia do Carvão e do Aço), depois em MCE (Mercado Comum Europeu) e, finalmente, na União Europeia, que é atualmente o principal bloco econômico do mundo.

Dados da Holanda *

Extensão territorial: 41.540 km²

Localização: Europa Ocidental

Capital: Amsterdã

Idioma oficial: Holandês

Primeiro-Ministro: Mark Rutte

Rei: Willem-Alexander

População: 16.174.228 habitantes

Densidade demográfica: 402 hab/km²

Taxa média anual de crescimento populacional (2010-2015): 0,283

População residente em área urbana: 84%

População residente em área rural: 16%

População subnutrida: menor que 5%

Calorias consumidas: 3.260 Kcal/dia

Esperança de vida ao nascer: 80,8 anos

IDH: 0,921 (muito alto)

Moeda: Euro

Produto Interno Bruto (PIB): US$ 770 bilhões

PIB per capita (2012): 46.073

População Economicamente Ativa: 65%

Gastos Públicos com educação: 5,9% do PIB

Gastos Públicos com saúde: 9,4 % do PIB

* Dados do IBGE Países referentes ao ano 2013.