Alunos Online


Intemperismo

O intemperismo é importante para a constituição e enriquecimento dos solos.

Por: Rodolfo F. Alves Pena Fragmentação das rochas graças às ações do intemperismo

Fragmentação das rochas graças às ações do intemperismo

O intemperismo é o processo de transformação das rochas superficiais em virtude da ação de agentes químicos, físicos e biológicos. Como resultado das ações desse fenômeno sobre as formações rochosas, temos a constituição dos solos e de rochas alteradas.

Existe uma série de fatores que interferem, intensificando ou controlando as ações do intemperismo, como o clima (temperatura e chuvas), o relevo (controla o escoamento das águas e dos ventos), o tipo de rocha, os animais e as plantas (fornecendo matéria orgânica ao solo), entre outros elementos.

Existem três tipos principais de intemperismo, o físico, o químico e o biológico.

O intemperismo físico ocorre quando há a desagregação em partículas menores através da separação dos grãos minerais que compõem as rochas.

Tal processo ocorre porque os diferentes materiais que compõem as rochas possuem coeficientes de dilatação diferentes, ou seja, cada um reage ao calor a ao frio de uma maneira diferente. Em regiões frias, por exemplo, a água congelada tende a alterar as suas características e aumentar a sua massa (algo em torno de 10%). Dessa forma, as águas que antes haviam infiltrado nas formações rochosas exercem uma grande pressão interna, fragmentando-as. Trata-se de um tipo de intemperismo físico causado pela ação do congelamento.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O intemperismo químico é quando há a alteração da composição dos minerais que compõem as rochas.

Com o processo de movimentação e transformação do relevo, muitas rochas encontram novos ambientes, com condições de temperatura e pressão diferentes dos locais onde elas surgiram, fazendo com que seus minerais fiquem instáveis. Para se tornarem mais estáveis, eles se alteram quimicamente.

Ao alterar a sua composição química, as rochas podem sofrer com a desagregação ou decomposição de suas partículas, ficando mais porosas ou sofrendo cortes em suas estruturas.

O intemperismo biológico é também chamado de intemperismo químico-biológico ou físico-biológico, pois ocorre quando os seres vivos intervêm no processo de transformação das rochas e dos solos. Muitas vezes, ocorrem em virtude da ação de bactérias, por resíduos orgânicos de animais e por fatores ligados a raízes de plantas. Com isso, observa-se a alteração química e física das rochas, como o índice de acidez, a coesão dos agrupamentos minerais, entre outros fenômenos.