Pecuária extensiva e intensiva

As diferenças entre pecuária extensiva e intensiva encontram-se na área de ocupação e nos níveis tecnológicos distintamente empregados.

Por Rodolfo F. Alves Pena
A pecuária divide-se em dois sistemas: intensivo e extensivo
A pecuária divide-se em dois sistemas: intensivo e extensivo
PUBLICIDADE

A pecuária consiste na criação de animais para a comercialização, principalmente para a obtenção de matérias-primas, como a carne, o couro, a lã e muitos outros. Assim, qualquer atividade que envolva o confinamento ou tratamento de animais criados em coletivo para fins comerciais é considerada atividade pecuária ou agropecuária.

Nesse sentido, é importante destacar que existem diferentes métodos de realização dessa atividade, de modo a haver dois tipos de sistemas agropecuários: o extensivo e o intensivo.

A pecuária extensiva consiste na criação a pasto, geralmente sem grandes investimentos e com a ocupação de grandes áreas, podendo ser realizada tanto em grandes latifúndios quanto em pequenas áreas familiares. É o cultivo do gado solto, com certa liberdade, considerado ideal para o chamado “gado de corte”. No Brasil, ela responde por quase 90% de toda a atividade agropecuária realizada.

As principais vantagens da pecuária extensiva é a baixa necessidade de investimentos, embora ainda existam gastos com reposição mineral e suplementação, a depender do tipo de animal que está sendo cultivado. Já as desvantagens são a necessidade de ocupação de grandes áreas, o que pode gerar problemas ambientais, a disponibilidade de pasto e a carência que a alimentação do gado nesse tipo de criação possui.

Criação de búfalos em sistema de pecuária extensiva
Criação de búfalos em sistema de pecuária extensiva

A pecuária intensiva, por sua vez, é considerada mais moderna e consiste no cultivo de animais pelo confinamento e adoção de procedimentos tecnológicos, incluindo manipulação genética, inseminação artificial, entre outras estratégias de produção.

A principal desvantagem da pecuária intensiva são os elevados custos de produção e a baixa necessidade de mão de obra (baixa geração de empregos), que deve ser especializada. Já entre as vantagens, podemos citar o aumento da produtividade e a ocupação de pequenos espaços.

Na pecuária intensiva, a produção conta com uma maior modernização e confinamento
Na pecuária intensiva, a produção conta com uma maior modernização e confinamento

Além desses pontos, entre as diferenças entre pecuária extensiva e intensiva, vale lembrar que a primeira costuma ser voltada para a importação e a segunda, para o mercado externo, embora isso não seja uma regra. Não obstante, enquanto a pecuária extensiva costuma ser mais largamente praticada em países ou regiões de baixo avanço econômico e também em áreas de expansão agrícola, a pecuária intensiva costuma ocorrer em regiões onde a subordinação do meio agrário ao urbano encontra-se mais consolidada.

DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Vitamina K
Por que essa vitamina é tão importante para o organismo?

..................................................

Fases da Lua
Aprenda o que acontece em cada uma das fases da Lua.

..................................................