Alunos Online


Pré-sal no Brasil

Entre o Espírito Santo e Santa Catarina, localiza-se o pré-sal brasileiro, uma reserva de petróleo de ótima qualidade que está localizada sob uma espessa camada de sal.

Por: Rafaela Sousa O pré-sal constitui uma grande reserva de petróleo sob uma espessa camada de sal no fundo oceânico.

O pré-sal constitui uma grande reserva de petróleo sob uma espessa camada de sal no fundo oceânico.

 O pré-sal no Brasil constitui uma extensa reserva de petróleo e de gás natural que foi armazenada no solo oceânico a aproximadamente sete mil metros abaixo do nível do mar. A reserva encontra-se abaixo de uma grande camada de sal que possui cerca de dois mil metros de espessura.

Em virtude das dimensões dessa camada, encontram-se dificuldades para a exploração do petróleo, o que demanda o emprego de avançadas tecnologias. O pré-sal é encontrado no Brasil entre os estados do Espírito Santo e Santa Catarina, em uma faixa com cerca de 800 quilômetros de extensão. Essa área abrangida pela reserva compreende três bacias sedimentares:

1. Bacia de Santos;

2. Bacia de Campos;

3. Bacia do Espírito Santo.

Origem do pré-sal brasileiro

A reserva de pré-sal no Brasil compreende uma área na qual, há milhões de anos, houve o acúmulo de matéria orgânica. Isso ocorreu em decorrência do distanciamento dos continentes africano e americano. Esse afastamento continental provocou a formação de uma camada de sal de aproximadamente 2.000 metros de espessura, localizada sobre uma camada de matéria orgânica acumulada.

Localização

No Brasil, o pré-sal localiza-se no litoral, entre os estados do Espírito Santo e Santa Catarina, compreendendo uma faixa com aproximadamente 800 quilômetros de comprimento e 200 quilômetros de largura. A reserva encontra-se abaixo do nível do mar, cerca de sete mil metros, abrangendo as bacias sedimentares de Campos, Espírito Santo e Santos.

Quem descobriu o pré-sal no Brasil e quando isso ocorreu?

O comunicado a respeito do descobrimento da grande reserva de petróleo no estado do Rio de Janeiro foi apresentado pela Petrobras (empresa estatal) em 2006 e confirmado no ano de 2007. Essa descoberta foi possível por meio da parceria entre a Petrobras e empresas estrangeiras que visavam à exploração de petróleo no Brasil.

No ano de 2007, a Petrobras confirmou a descoberta do pré-sal no Brasil, o que deu um novo rumo à economia brasileira.
No ano de 2007, a Petrobras confirmou a descoberta do pré-sal no Brasil, o que deu um novo rumo à economia brasileira.*

Ao longo de muitos anos, a estatal investiu no desenvolvimento de tecnologias que pudessem garantir que o Brasil despontasse como produtor no ramo petrolífero, visto que historicamente o país sempre precisou importar o petróleo.

O Brasil, no momento do descobrimento do pré-sal, vivia uma crescente na economia e a esse cenário somava-se o aumento da demanda mundial por petróleo. Paralelamente a isso, a Petrobras enfrentava um momento turbulento, envolvida em escândalos políticos, o que acabou impactando os investimentos na exploração e produção de petróleo no Brasil. Contudo, o pré-sal brasileiro não deixou de atrair a comunidade internacional, haja vista o seu grande potencial de produção.

Em 2010, começou de fato o processo de exploração do petróleo no pré-sal pela Petrobras. A exploração iniciou-se no campo Jubarte, localizado na Bacia de Campos, no estado do Espírito Santo, o que deu um novo impulso à economia brasileira. De acordo com dados da Petrobras, em 2010, a produção de petróleo alcançava cerca de 41 mil barris por dia. Essa produção aumentou para 1 milhão de barris por dia no ano de 2016.

No total, o pré-sal brasileiro possui 52 poços, que são explorados em tempo cada vez menor em razão das tecnologias empregadas nos projetos de exploração e produção. Em maio de 2018, a estatal divulgou que a produção alcançou a marca de 2,07 milhões de barris por dia.

A exploração de petróleo na região compreendida pelo pré-sal demanda uso de tecnologias avançadas.
A exploração de petróleo na região compreendida pelo pré-sal demanda uso de tecnologias avançadas.

Exploração do pré-sal brasileiro

Segundo dados do Ministério de Minas e Energia, os principais campos de exploração estão localizados nas Bacias de Santos e do Espírito Santo. São eles:

Campo Tupi (atualmente Campo de Lula)

Campo Iara

Parque das Baleias


A Petrobras perfurou na área dessas duas bacias 31 poços de exploração. Os poços com maior potencial de produção estão localizados na Bacia de Santos. Dos 10 poços com melhor vazão, 9 encontram-se nessa bacia. Atualmente, o campo mais produtivo é o campo de Lula, produzindo uma média diária de 36 mil barris de petróleo segundo a estatal.

Leia mais: Exploração e extração de petróleo

Produção de petróleo no pré-sal brasileiro

Em uma parceria entre a Petrobras e empresas consorciadas, a produção de petróleo no Brasil atualmente apresenta uma média de 2,1 milhões de barris ao dia. Segundo a estatal, a produção poderá dobrar segundo as previsões para 2020, podendo alcançar a marca de 4 milhões de barris por dia. O diretor da Empresa de Pesquisas Energéticas, José Mauro Ferreira, disse que o Brasil tem chances de estar entre os cinco maiores exportadores de petróleo do mundo até 2026.

Genericamente, a extração ocorre nas etapas a seguir.

  • Em primeiro lugar, é necessário descobrir onde está o petróleo. Para isso, um navio faz um trajeto no oceano rebocando cilindros de ar que simulam uma explosão, gerando ondas sonoras.

  • Nos navios, há hidrofones, que são capazes de receber as ondas sonoras e gerar uma codificação, que é transformada em imagens com representações do solo. Por meio dessas imagens, os pesquisadores são capazes de analisar se há petróleo na área.

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Se há, inicia-se a perfuração, controlada para que o petróleo não vaze pela pressão. Para isso, são usadas brocas com pedaços de diamante.

  • A camada de sal que antecede o petróleo é o maior desafio. São feitas perfurações horizontais.

  • Quando o petróleo é alcançado, uma explosão é provocada entre as rochas. Injetam-se gases e líquidos, que geram fissuras para que o óleo possa passar. Ele sobe pela pressão interna.

  • Como a temperatura na região em que se encontra o petróleo é diferente da temperatura das águas oceânicas, usa-se um tubo com revestimento térmico que liga a plataforma ao poço.

  • O petróleo extraído é processado e armazenado no navio-plataforma e, posteriormente, transportado ao continente.

Situação atual do pré-sal no Brasil

O Brasil, historicamente, sempre importou petróleo, e a demanda por esse combustível fóssil no mundo é motivo de diversos conflitos. Há, de um lado, a realidade de países produtores, que contam com grandes reservas, mas apresentam mercado reduzido e poucas tecnologias, como os países do Oriente Médio. Do outro lado, há os países que consomem petróleo, mas que detêm pouca ou nenhuma reserva. Normalmente esses países contam com grandes mercados consumidores, elevado capital e tecnologias avançadas, mas necessita comprar petróleo de outros produtores.

Saiba mais: Petróleo e água no Oriente Médio

A partir da descoberta do pré-sal, o Brasil passou a fazer parte do grupo de países com situação privilegiada no mercado, principalmente porque muitos investidores estrangeiros passaram a olhar com entusiasmo para o potencial da reserva. Explorá-la representou o início de uma nova realidade para o desenvolvimento do Brasil, estimulando muitos investimentos, nacionais e estrangeiros. Esses investimentos impulsionaram a produção de novas tecnologias, favorecendo a capacitação profissional e gerando novos empregos.

Como consequência desse grande interesse de empresas nacionais e estrangeiras, o governo brasileiro precisou estabelecer alguns regimes de contrato para que o petróleo pudesse ser explorado. São eles:

Concessão: garante direitos exclusivos para produção, exploração e venda do petróleo durante um determinado período.

Partilha de produção: o país (Brasil) detém o petróleo e negocia a distribuição dos lucros da sua exploração entre investidores.

Cessão onerosa: o Brasil concede à Petrobras o direito de explorar o petróleo em algumas áreas.

O regime de partilha de produção é o contrato que prenuncia maior controle a respeito da exploração do petróleo, conferindo aos países maiores chances de obter vantagem econômica ou estratégica em relação à produção.

Um grande exemplo do potencial atrativo do pré-sal no Brasil são os leilões, que têm provocado uma forte competição entre as grandes petroleiras do mundo todo. No ano de 2013, ocorreu o primeiro leilão, no campo de Libra. A área abrangida pelo campo de extração foi arrematada pelas consorciadas Petrobras, Shell, Total, Cnooc e a Corporação Nacional de Petróleo da China.

Vantagens e desvantagens do pré-sal no Brasil

→ Vantagens

  • O lucro alcançado por meio da exploração do petróleo na área do pré-sal pode ser investido em infraestrutura em todo o país, como em aeroportos, ferrovias, rodovias e portos.

  • Grandes obras podem ser realizadas no país sem a ajuda financeira de outros países.

  • Com a produção de petróleo no país, o preço da gasolina tende a cair.

  • Como a exploração do petróleo demanda uso de tecnologias, há maior investimento em pesquisas e tecnologias para viabilizar a produção.

  • Geração de empregos.

  • Por ser um combustível fóssil, o petróleo não é renovável. O lucro obtido com a exploração, se bem utilizado, pode viabilizar o uso de fontes de energia alternativas no Brasil.

  • O Brasil deixará de importar petróleo e passará a ser um grande exportador, colocando-se em uma posição privilegiada mundialmente.

    Leia também: Fontes de energia não renováveis e renováveis

→ Desvantagens

  • A descoberta do pré-sal brasileiro e a consequente abundância desse combustível fóssil no país podem aumentar a emissão de gases de efeito estufa à atmosfera, como o gás carbônico, liberado durante a queima desse combustível.

  • Podem ocorrer vazamentos de petróleo durante a extração, o que pode causar inúmeros danos à vida marinha.

  • Uma má administração do governo brasileiro pode abrir portas demais às empresas estrangeiras, fazendo com que o Brasil perca espaço na produção.

  • A dependência do uso de petróleo para geração de energia provoca problemas no meio ambiente e poderá gerar um colapso na sociedade na ocasião de seu esgotamento.

Leia também: Fontes renováveis e não renováveis de energia

Qual é a importância do pré-sal para o Brasil?

A descoberta do pré-sal no Brasil deu ao país o status de autossuficiência em relação ao petróleo. O Brasil, portanto, deixará de importá-lo e começará a exportar. De acordo com dados do Instituo Brasileiro de Petróleo, até o ano de 2035, o Brasil deixará de ser importador e tornar-se-á exportador.

A produção de petróleo no país aumentou em torno de 109%, o que colocou o Brasil na posição de maior produtor de petróleo da América do Sul. Além disso, a descoberta do pré-sal resguarda o nosso país em eventuais conflitos e crises energéticas em relação à demanda de petróleo. É importante destacar ainda que a economia ganhou um novo status, e o país assumiu uma posição privilegiada econômica e geopoliticamente, gerando novos empregos, atraindo investimentos e expandindo os avanços tecnológicos.  


_________________________
*Crédito da imagem: Orlando Neto / Shutterstock