Alunos Online


Rochas sedimentares

As rochas sedimentares são oriundas da consolidação de sedimentos e podem ser classificadas em clásticas, químicas e orgânicas.

Por: Rodolfo F. Alves Pena As rochas sedimentares costumam agrupar-se em camadas

As rochas sedimentares costumam agrupar-se em camadas

A gênese das rochas sedimentares relaciona-se com a consolidação de sedimentos em uma localidade que sofre com uma elevada pressão sobre si, geralmente pela deposição de mais sedimentos em camadas superiores. Por esse motivo, na maioria das vezes, as áreas com essa formação rochosa apresentam-se estratificadas, ou seja, dispostas em diversas camadas justapostas entre si, pois cada uma delas é referente a um período de deposição de sedimentos.

Os sedimentos, por sua vez, são partículas de rochas oriundas de sua fragmentação pela ação dos agentes externos de modificação do relevo, tais como a água, os ventos e os seres vivos. Dessa forma, as rochas sedimentares formam-se obedecendo à seguinte sequência:

1. Uma rocha anteriormente existente vai lentamente se desgastando pela ação da água e demais agentes erosivos;

2. Em seguida, esses sedimentos são transportados e fixados em outra área, quase sempre levados pela água, mas também pelos ventos.

3 Nessa área – geralmente o fundo dos oceanos –, esses sedimentos vão se acumulando sucessivamente, agrupando-se em várias camadas que vão se sobrepondo ao longo do tempo.

4. Em razão do “peso” das camadas superiores, os sedimentos agrupam-se e transformam-se em um processo chamado de cimentação. Há, assim, uma maior coesão dos minerais que compõem as rochas.

Essas rochas, portanto, terão as suas características relacionadas com os tipos de sedimentos que lhes deram origem. Por esse motivo, elas são classificadas em vários tipos de rochas sedimentares, a saber:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

a) rochas clásticas ou detríticas: é o tipo mais comum e corresponde às rochas formadas por restos de outras rochas que se fragmentaram mecanicamente em sedimentos. O arenito, por exemplo, é uma rocha sedimentar que surge de fragmentos de outras rochas, com destaque para a fragmentação do granito.

b) rochas químicas: são formadas a partir de sedimentos que se formam a partir do intemperismo químico (decomposição) de outras rochas preexistentes. Geralmente, ocorre com a saturação da água pelos minerais e sedimentos. Quase sempre, as rochas sedimentares químicas são formadas por um único mineral e formam cristais, tais como a calcita e a dolomita.

c) rochas orgânicas: são as rochas que se formam a partir de restos orgânicos de animais, a exemplo do calcário.

A importância das rochas sedimentares dá-se, principalmente, no meio econômico, onde vários de seus tipos são utilizados como matéria-prima. O arenito, já aqui citado, é muito utilizado na produção de pisos e azulejos, entre outros exemplos. É também nas rochas sedimentares que se formam os fósseis, pois é o processo de sedimentação que permite agrupar restos orgânicos de animais existentes no passado, além de fornecer condições para a constituição dos combustíveis fósseis (petróleo, carvão mineral e gás natural).