Alunos Online


Salinização do Solo

A salinização do solo é um processo causado pelo acúmulo de sais minerais, o que resulta na perda de áreas agricultáveis.

Por: Rodolfo F. Alves Pena Exemplo de área em estágio avançado de salinização do solo

Exemplo de área em estágio avançado de salinização do solo

A salinização do solo, como o próprio nome indica, é o processo de acúmulo de sais minerais na forma de íons (Na+ e Cl) nos solos, ocasionando a sua improdutividade. Os sais minerais ficam acumulados, geralmente, em razão da evaporação da água que cobre a superfície.

O processo de salinização do solo é muito comum em áreas áridas ou semiáridas, que geralmente também são propensas a apresentar desertificação. Isso significa que em todas as regiões que apresentam climas nos quais a evaporação é maior do que a precipitação, é necessário ter cuidado no manejo dos recursos hídricos.

A água – até mesmo a potável – carrega consigo uma série de substâncias, incluindo os sais minerais e compostos químicos diversos, tais como o potássio. Naturalmente, esses elementos não constituem uma ameaça aos solos, pois o escoamento da água provoca o processo de “lavagem” (retirada da camada superior), que evita que eles se acumulem. O problema acontece quando a água evapora muito rapidamente e não há essa lavagem, pois tais substâncias não evaporam em conjunto, o que gera o acúmulo e a consequente salinização ao longo do tempo.

Nesse sentido, a ausência de chuva para proporcionar esse escoamento superficial hídrico e a baixa umidade (que intensifica os índices de evaporação) estão entre os principais fatores responsáveis pela salinização do solo. Contudo, as atividades humanas também são consideradas um problema, principalmente quando áreas de clima árido recebem uma grande carga de água na irrigação de lavouras sem o controle da quantidade de sais existentes nesses recursos hídricos utilizados. O ideal, nesses casos, é mensurar quimicamente essas substâncias e reduzir os gastos com água por intermédio de técnicas específicas, como o gotejamento.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Além desses processos, citam-se também algumas ocorrências de salinização do solo causadas pela redução ou perda de água de mares ou lagos salgados, a exemplo do Mar de Aral, na Ásia. O Mar de Aral (que, apesar do nome, é um grande lago, e não um mar) vem passando por um processo de redução do seu volume ao longo dos anos em razão da utilização indevida dos rios que o abastecem, o que faz com que os elevados índices de evaporação proporcionem essa perda. Assim, os solos que antes eram cobertos por água ficam apenas com a grande quantidade de cloreto de sódio e outros sais acumulados, o que proporciona o problema da salinização.

Além de tornarem os solos improdutivos, as consequências da salinização estão na intensificação da desertificação e na perda de vegetais e plantas, causando danos sobre os ecossistemas terrestres. Por esse motivo, é necessário reduzir os efeitos da ação humana que aceleram esse problema a fim de evitar a perda desses ambientes naturais.