Alunos Online


Sistemas de Informações Geográficas (SIG)

Os Sistemas de Informações Geográficas (SIG) constituem-se de técnicas avançadas na operacionalização dos estudos sobre o espaço geográfico.

Por: Rodolfo F. Alves Pena Digitalização de mapas via imagens de satélite¹

Digitalização de mapas via imagens de satélite¹

Os SIGsSistemas de Informações Geográficas – são técnicas e procedimentos utilizados no tratamento, representação, modificação e análise das informações geográficas. Trata-se de sistemas computadorizados, constituídos por softwares, hardwares e usuários a fim de ampliar e aperfeiçoar as técnicas cartográficas de representação das informações da superfície terrestre e dos fenômenos nela realizados.

A difusão do SIG ocorre graças à inserção da informática no mundo da cartografia, possibilitando o tratamento de imagens e mapas, além da implantação de sistemas de captação de imagens via satélite. Essas imagens, após capturadas, podem ser tratadas em programas de computadores específicos para formar mapas ou melhor indicar a dimensão espacial dos fenômenos terrestres.

Inicialmente, os Sistemas de Informações Geográficas eram basicamente utilizados por pesquisadores e para fins militares, mas atualmente o seu uso é bastante difundido na sociedade. Quando uma pessoa consulta um GPS ou um site na internet que contém um mapa digital para localizar um endereço ou uma rota alternativa para o trânsito, ela está fazendo o uso dos SIGs.

Esses sistemas de informação são integrados pelo Geoprocessamento, pelo Sensoriamento Remoto e pelo Sistema de Posicionamento Global.

O Sensoriamento Remoto envolve a utilização de ferramentas, técnicas e tecnologias a fim de obter informações sobre a superfície. Entre os exemplos de sensoriamento remoto, podemos citar uma imagem de satélite ou até mesmo uma reprodução conseguida a partir de veículos aéreos, procedimento conhecido como aerofotogrametria.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Já o Geoprocessamento envolve a utilização dessas imagens para a produção e interpretação de dados e informações a partir do uso de softwares, dos quais podemos citar o ArcView, o ArcGIS e muitos outros. É graças ao Geoprocessamento que podemos elaborar mapas digitais de áreas cujas escalas variam desde a de um bairro ou rua até o espaço de um ou mais continentes, dependendo das informações a serem obtidas e representadas.

Por fim, o Sistema de Posicionamento Global – conhecido pela sigla GPS – envolve a utilização de aparelhos e aplicativos a fim de localizar determinados pontos, áreas ou rotas sobre qualquer ponto da superfície terrestre que tenha sido devidamente monitorado e cujas informações tenham passado pelo crivo do Geoprocessamento. Esse sistema opera com o auxílio de 24 satélites que permitem a obtenção de informações como a localização, o mapeamento de áreas, a previsão de rotas de trânsito, a medição das Coordenadas Geográficas, dentre outras várias funções.

Os SIGs constituem um exemplo clássico de como o avanço das técnicas e das tecnologias permitem um melhor aproveitamento no processo de apropriação do espaço geográfico pelas atividades e conhecimentos humanos.

____________________
¹Créditos da imagem: Scott Prokop e Shutterstock


Aproveite para conferir nossa videoaula sobre o assunto: