Alunos Online


Período Pré-Colonial

Durante os anos de 1500 à 1530 o Brasil viveu o período pré-colonial, onde Portugal demonstrava pouco interesse por essas terras recém descobertas.

Por: Rainer Sousa Período Pré-Colonial: escambo e invasões.

Período Pré-Colonial: escambo e invasões.

Com a posse das terras do Brasil, Portugal encerrou seu processo de expansão marítima e deu prosseguimento à ampliação de suas atividades mercantilistas. Ao contrário do que podemos imaginar, o Brasil, tão bem descrito nos relatos de Pero Vaz de Caminha, não foi alvo imediato dos interesses da Coroa.

Antes do século XVI, e durante toda a Baixa Idade Média, o interesse comercial da nascente burguesia européia focava-se no contato comercial com os povos do Oriente. Além disso, as novas possessões coloniais de Portugal não atendiam à principal demanda da Coroa: a exploração de metais preciosos. Dessa forma, nas primeiras décadas de 1500, o Brasil foi uma região de pouco interesse para os portugueses.

No período que vai de 1500 e 1530, Portugal limitou-se a realizar atividades extrativistas e construir pequenos entrepostos destinados ao reconhecimento da região. O pau-brasil era o principal produto explorado. Sua tinta vermelha, usada no tingimento de tecidos, e a boa qualidade de sua madeira tinham boa receptividade no mercado europeu.

Os índios eram a mão-de-obra usada na extração das toras de madeira. Em troca do serviço realizado, recebiam pequenos utensílios e algumas mercadorias. Outro tipo de relação de trabalho ou atividade exploratória não se fazia presente em terras brasileiras. A visível negligência portuguesa, logo foi alvo do interesse de outras nações que buscavam ampliar seu comércio através da exploração colonial.

Corsários vindos da França, Inglaterra e Holanda tinham interesse em buscar outras fontes de riqueza nas terras. Nesse meio tempo, desenvolveram suas embarcações e dominaram a rota que fazia conexão entre o Brasil e a Europa. A presença estrangeira tornou-se uma ameaça ao controle da região exploratória lusitana nas Américas. Como se não bastassem tais infortúnios, a Coroa Portuguesa não consolidou no Oriente as esperadas e lucrativas transações comerciais.

Somente em 1530, Portugal enviou o capitão-mor Martim Afonso ao Brasil. Com a missão de desenvolver as primeiras atividades coloniais na região, Martim trouxe consigo animais domésticos, homens, párocos, sementes e plantas. Alem disso, fez viagens à região sul do território colonial, próximo ao Rio da Prata, para consolidar a dominação lusa na região e expulsar alguns piratas franceses.

Com o início das atividades coloniais, Portugal efetivou seu primeiro empreendimento exploratório: a empresa açucareira. Dominando as técnicas de seu plantio e contando com a procura do mercado europeu, os portugueses iniciaram seu efetivo projeto de colonização no Brasil.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Aproveite para conferir a nossa videoaula sobre o assunto: