Alunos Online


Aspectos ritualísticos da excomunhão na Idade Média

Por: Lilian Maria Martins de Aguiar <i>O poder da Igreja através da excomunhão</i>

<i>O poder da Igreja através da excomunhão</i>

Para impor respeito às suas decisões, a Igreja na Idade Média dispunha do processo da excomunhão. O condenado à excomunhão era excluído da Igreja e do meio social, deixava de receber os sacramentos e os católicos não podiam ter nenhum tipo de contato com ele. Depois desse processo, era como se o excomungado deixasse de existir dentro da sociedade feudal.

Os aspectos ritualísticos da excomunhão contavam com um cenário escuro, um ambiente carregado, muitas velas e um vocabulário severo, áspero e impressionante por parte do bispo. Assim, o bispo, cercado por seu clero, lia a sentença com a voz aclamada e elevada de forma que o condenado, o clero e o povo reunido ouvissem claramente a leitura do anátema (excomunhão, maldição).

O anátema dizia: “Que sejam malditos sempre e em toda parte; que sejam malditos dia e noite e a toda hora; que sejam malditos quando dormem, quando comem e quando bebem; que sejam malditos quando se calam e quando falam; que sejam malditos desde o alto da cabeça até a planta dos pés. Que os seus olhos tornem-se cegos, que os seus ouvidos tornem-se surdos, que a sua boca torne-se muda, que a sua língua fique pregada à abóboda palatina, que as suas mãos não toquem em nada, que os seus pés não andem mais. Que todos os membros do seu corpo sejam malditos; que sejam malditos quando de pé, deitados ou sentados; que sejam enterrados com os cães e asnos; que os lobos rapaces devorem os seus cadáveres...E assim como se extinguem hoje estas tochas por nossas mãos, que a luz de sua vida se extinga eternamente, a menos que se arrependam”. Em seguida, o bispo e os sacerdotes viravam as velas e as apagavam no solo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Era comum o excomungado perseverar em desobediência, com isso a Igreja usava como ferramenta de coerção a interdição, que significava a proibição de qualquer cerimônia religiosa próxima ao lugar onde o excomungado estava. Muitos dos condenados eram também entregues às autoridades para punição, perdiam suas terras e até poderiam morrer queimados na fogueira. Apesar de contar com tanto poder e autoridade, a Igreja não conseguiu impedir grupos de dissidentes organizados, como o arianismo, o nestorianismo, o monofisismo, o cisma do Oriente e as heresias Valdenses e Albigenses.