Alunos Online


Cerco a Leningrado

O cerco à cidade de Leningrado pelos exércitos alemães, em 1941, foi marcado pela luta da população para sobreviver à fome, ao frio e às doenças.

O cerco a Leningrado foi um dos maiores bloqueios militares da história da humanidade e tinha como objetivo conquistar a cidade soviética com o menor número possível de soldados alemães. Ao longo de quase 900 dias, a população de Leningrado sofreu com a falta de recursos básicos para sobrevivência, pois as tropas da Wehrmacht (exército alemão) barravam a reposição de alimentos.

Operação Barbarossa

A União Soviética foi oficialmente invadida pela Alemanha Nazista no dia 6 de junho de 1941, em uma das maiores ações militares da história. O objetivo de Hitler era conquistar as fontes de recursos preciosos (petróleo e minérios) da União Soviética para dar continuidade à máquina de guerra alemã. Entre os objetivos de Hitler ao invadir o território soviético, destacavam-se:

A destruição do bolchevismo e a escravização da vasta população da União Soviética eram objetivos prioritários do Nazismo, destacados em discursos e escritos de Hitler desde os anos de 1920 |1|.

A invasão da União Soviética pelo exército alemão colocou em fuga mais de 25 milhões de habitantes e foi responsável por grande destruição e mortes. A resistência soviética, à princípio, foi desastrosa, pois o exército, mal preparado e mal organizado, não conseguiu fazer frente ao bem preparado exército alemão. Fazia parte da estratégia alemã fazer uso dos recursos soviéticos à medida que as conquistas fossem acontecendo, e, na elaboração do plano de invasão, também estava estipulada a morte sistemática dos cidadãos soviéticos.

Em algumas partes da União Soviética, como em partes da Ucrânia e na região dos países bálticos, os exércitos nazistas foram recepcionados como libertadores, entretanto, de uma maneira em geral, houve a resistência dos soviéticos contra os invasores e, mesmo em meio à fome, ao frio e à falta de equipamentos e muitas vezes considerada suicida, minou pouco a pouco as forças do exército alemão.

Exército alemão avança pela União Soviética em 1941
Exército alemão avança pela União Soviética em 1941

Cerco a Leningrado

O cerco à cidade soviética de Leningrado foi oficialmente iniciado em setembro de 1941. Segundo o historiador Max Hastings, essa ação do exército nazista foi sugerida por Ernst Ziegelmeyer:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por semanas, os russos mantiveram-se alheios ao fato de que os alemães não tinham intenção de atacar Leningrado […]. Em vez disso, Hitler preparou-se para matá-los de fome. O professor Ernst Ziegelmeyer, do Instituto de Nutrição de Munique – um dos muitos cientistas que deram conselhos diabólicos aos nazistas –, foi consultado sobre os aspectos práticos. Ele concordou que não havia necessidade de uma batalha; seria impossível que os russos fornecessem aos seus cidadãos sitiados mais de 250 gramas de pão por dia, ração insuficiente para sustentar a vida humana por tempo prolongado|2|.

Assim, o exército alemão posicionou pesada artilharia ao redor da cidade, e qualquer pessoa que tentasse ultrapassar a barreira alemã seria recepcionada com um ataque mortal. Logo a cidade de Leningrado começou a morrer, pois, sem a reposição necessária, os alimentos começaram a tornar-se escassos. Reservas importantes de comida foram destruídas em um ataque, e a cidade, sem alimentos, começou a ser bombardeada diariamente pelos alemães.

Os cidadãos de Leningrado passaram a comer tudo o que podiam, como capim, couro e todo tipo de animal que fosse capturado, o que, juntamente com o consumo de água insalubre, muitas vezes, contribuiu para disseminar doenças. Além disso, o frio ajudava a debilitar mais a população já enfraquecida pela fome. Os relatos ainda contam que pessoas passaram a cometer canibalismo: “nos primeiros dias de janeiro, o NKVD relatou 42 casos de canibalismo” |3|.

O saldo final do cerco foi mais de 1,5 milhão de pessoas mortas, entre soldados soviéticos e alemães e civis. A barreira alemã encerrou-se em janeiro de 1944, quando as linhas dos exércitos alemães foram quebradas pelo exército vermelho e a cidade foi oficialmente declarada como libertada.

|1| HASTINGS, Max. O mundo em guerra 1939-1945. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2012, p.154.
|2| HASTINGS, Max. O mundo em guerra 1939-1945. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2012, p.183-84.

|3| HASTINGS, Max. O mundo em guerra 1939-1945. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2012, p.188.

  

Soldado alemão durante a Operação Barbarossa, em 1941

Soldado alemão durante a Operação Barbarossa, em 1941

Por: Daniel Neves Silva