Alunos Online


Renascimento comercial e urbano da Europa no século XI

No século XI, a Europa medieval passou por grandes transformações. Novas cidades surgiram a partir do século XI e, com o aprimoramento das técnicas de produção no campo aumentando a produção de alimentos (introdução do arado de ferro, do rodízio de três campos), vários camponeses se deslocaram para as cidades e passaram a exercer atividades como artesanato e o comércio.  

As cidades, na maioria das vezes, surgiam ao redor das terras do senhorio (ou seja, do senhor feudal). Com o renascimento urbano, as atividades comerciais foram impulsionadas, tendo no artesanato a principal forma de produção da época.

 Os mercadores acentuaram as atividades comerciais a partir do século XI, deslocando-se de uma região para outra, vendendo seus produtos. No século XII, esses mercadores criaram as feiras. As principais delas ficavam na região da atual França, da atual Itália e da Bélgica. Elas exerceram o importante papel de interligar quase todo o continente europeu com o continente africano e asiático.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

As cidades medievais garantiam sua segurança através das muralhas. Essas cidades tinham uma média de 20 mil habitantes, com exceção de Paris que chegava perto dos 100 mil habitantes.

O renascimento urbano e comercial acelerou o processo de urbanização da Europa e marcou o início do capitalismo. Posteriormente, a industrialização foi o reflexo desse período de ascensão comercial.

O renascimento comercial e cultural europeu a partir do século XI acarretou profundas transformações no feudalismo

O renascimento comercial e cultural europeu a partir do século XI acarretou profundas transformações no feudalismo

Por: Leandro Carvalho