Alunos Online


A interjeição e o contexto

Por: Vânia Maria do Nascimento Duarte O contexto influencia de modo contundente no sentido que se confere à interjeição

O contexto influencia de modo contundente no sentido que se confere à interjeição

Ao nos certificarmos do título que antecede o artigo em pauta, constatamos acerca de uma palavra cuja recorrência se faz ampla em se tratando dos aspectos que norteiam a língua: contexto. Partindo dela, outro aspecto também se torna relevante, manifestado pelo fato de que sempre, indiscutivelmente, quando nos propomos a efetivar uma dada comunicação, munimo-nos de uma determinada intenção, de uma determinada finalidade.

Dessa forma, levando em conta tais pretensões, o contexto em que são materializadas se revela como fator preponderante, haja vista que quando se fala nessa palavra, evidentemente que se trata da situação de produção, seja essa pertencente à fala ou à escrita. Assim, munidos dessa concepção, partamos agora para compreendermos acerca dos vários sentidos que podemos conferir à interjeição, levando em conta, é claro, a situação (o contexto) em que ele se manifesta. Lembrando que estamos nos referindo a uma das dez classes gramaticais (a interjeição), cujo conceito se define por uma palavra ou um conjunto de palavras, as quais exprimem sentimentos, emoções, enfim, reações psicológicas de distintas naturezas.

Nesse sentido, iremos perceber que uma mesma interjeição, dependendo da intenção que a ela se atribui, pode representar vários sentidos, por isso, vejamos alguns exemplos:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Ah! Não percebi e me cortei com a faca – expressando sentimento de dor.

Ah! Que notícia maravilhosa – exprimindo um sentimento de admiração.

Ah! Não acredito que foi você o autor daqueles gritos – expressando um sentimento de reprovação.

Ah! Não era bem esse o vestido que havia escolhido para o baile – revelando um sentimento de desapontamento.

Nossa! Que motorista mal educado, não respeitou a faixa de pedestres – revelando um sentimento de indignação.

Nossa! Que bom que vocês vieram me fazer companhia, pois estava muito solitária – retratando um sentimento de alegria, satisfação.

Evidentemente que tais exemplos nos remetem à ideia manifestada por meio da modalidade escrita da linguagem, cujas percepções se efetivam por meio do contexto, no entanto, tais diferenças podem ser retratadas por meio da oralidade, haja vista que as pausas e as entonações se tornam perceptíveis.