Alunos Online


Antonomásia ou Perífrase

A antonomásia, ou perífrase, é uma figura de linguagem que consiste na substituição do nome de uma pessoa por uma característica que ela possui.

Por: Mariana Rigonatto Castro Alves recebeu a antonomásia “poeta dos escravos” por seu devotamento à causa abolicionista

Castro Alves recebeu a antonomásia “poeta dos escravos” por seu devotamento à causa abolicionista

Observe a frase a seguir sobre o jogador Ronaldo Nazário:

O Fenômeno é o maior artilheiro da história dos Mundiais com 15 gols.”

Talvez, para você que não é tão conhecedor do universo do futebol, o nome Ronaldo Nazário não chama a atenção, mas, certamente, ao ler a notícia referindo-se a ele como “o Fenômeno”, você consegue lembrar-se de quem ele é, não é mesmo?

A língua portuguesa possui recursos que nos permitem utilizar as palavras de maneiras diferentes para a construção de sentido. No caso específico citado acima, o recurso é uma figura de linguagem que se chama antonomásia ou perífrase. Analisando o seu uso no exemplo do jogador brasileiro, podemos conceituá-la da seguinte forma:

Antonomásia: denominada também de perífrase, consiste na substituição do nome de uma pessoa por uma característica que ela possui.

Veja um exemplo do uso desse recurso estilístico na marchinha de carnaval abaixo:

Cidade Maravilhosa

(André Filho)

Cidade maravilhosa
Cheia de encantos mil

Cidade maravilhos
Coração do meu Brasil

Cidade maravilhosa
Cheia de encantos mil

Cidade maravilhosa
Coração do meu Brasil

Berço do samba e de lindas canções
Que vivem n'alma da gente

És o altar dos nossos corações
Que cantam alegremente

Cidade maravilhosa
Cheia de encantos mil

Cidade maravilhosa
Coração do meu Brasil
Cidade maravilhosa
Cheia de encantos mil
Cidade maravilhosa
Coração do meu Brasil

Jardim florido de amor e saudade
Terra que a todos seduz

Que Deus te cubra de felicidade
Ninho de sonho e de luz

Cidade maravilhosa
Cheia de encantos mil

Cidade maravilhosa
Coração do meu Brasil

Cidade maravilhosa
Cheia de encantos mil

Cidade maravilhosa
Coração do meu Brasil

Veja como o autor utiliza-se das expressões “Cidade Maravilhosa”, “Coração do meu Brasil”, “Berço do samba” para referir-se à cidade do Rio de Janeiro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Agora, observe esta canção de Tom Jobim:

Garota De Ipanema

(Tom Jobim)
Olha que coisa mais linda
Mais cheia de graça
É ela, menina
Que vem e que passa
Num doce balanço
A caminho do mar

Moça do corpo dourado
Do sol de Ipanema

O seu balançado é mais que um poema
É a coisa mais linda que eu já vi passar

Ah, por que estou tão sozinho?
Ah, por que tudo é tão triste?

Ah, a beleza que existe
A beleza que não é só minha
Que também passa sozinha

Ah, se ela soubesse
Que quando ela passa

O mundo inteirinho se enche de graça
E fica mais lindo
Por causa do amor

Perceba como o autor descreve a sua musa, eleita a Garota de Ipanema, em referência a Helô Pinheiro.

Observe mais alguns exemplos:

A Übermodel participou da abertura das Olimpíadas. (Gisele Bündchen)

Os garotos de Liverpool são inesquecíveis. (Os Beatles)

O Velho Chico corre perigo. (O rio São Francisco)

ATENÇÃO: A antonomásia é considerada um tipo de metonímia porque se utiliza de uma palavra em lugar de outra com a qual mantém relação de “proximidade”. No caso do objeto de estudo deste texto, uma característica de alguém é utilizada para representá-lo. Observe o quadro a seguir e compare os casos de metonímia e de antonomásia atentando para o uso substitutivo das palavras na construção do sentido:

Metonímia

Antonomásia

João pediu a mão de Maria.

A voz fez vários shows em Nova Iorque. (= Frank Sinatra)

Adorava ler Cecília Meireles.

O rei do futebol é conhecido mundialmente. (= Pelé)