Alunos Online


Características das interjeições

Por: Vânia Maria do Nascimento Duarte As interjeições se constituem de características distintas

As interjeições se constituem de características distintas

Por meio do texto “A interjeição e o contexto” você pôde constatar acerca de algumas das particularidades inerentes a esta classe gramatical: a das interjeições. Assim, falando em tais particularidades, elas parecem não faltar quando o assunto diz respeito aos fatos linguísticos, razão pela qual as descobertas representam fator preponderante, em se tratando desse contexto. Dessa forma, não há como discutir, quanto mais as realizamos, mais nos tornamos familiarizados acerca dos fatos linguísticos propriamente ditos e, como consequência disso, mais aperfeiçoamos nossa competência linguística.

Partindo então desse princípio, achamos por bem apresentarmos nossa parcela de contribuição na conquista de tais habilidades e, por isso, reservamos esse precioso tempo para discutirmos um pouco mais acerca das características das interjeições. Começando pela primeira delas, ao estudarmos as classes gramaticais, descobrimos que muitas delas se caracterizam como variáveis, ou seja, tornam-se passíveis de flexões, de mudanças, levando em conta os aspectos que as constituem. Outras, como é o  caso das interjeições, são isentas dessa característica, haja vista que permanecem invariáveis, ou seja, não se flexionam.
Para tornar ainda mais clara tal informação, basta tomarmos como exemplo uma das conhecidas interjeições, como, por exemplo, “psiu!”. Ora, caso quiséssemos passá-la pra o plural, simplesmente se tornaria impossível, fato que também se manifesta nos demais exemplos, dos quais também já temos conhecimento.

Pois bem, eis que nos inteiramos de mais uma das características que demarcam a classe em questão. Agora, passemos a outra, caracterizada pelo fato de elas, as interjeições, constituírem-se do ponto de exclamação, bem como, dependendo da situação comunicativa, aparecer associado a outros. Tal aspecto justifica, de forma plausível, o fato de não se conceberem como palavras isoladas, haja vista que nos remetendo ao funcionamento da linguagem, a classe em estudo se encontra vinculada a um dado momento em que se faz materializada, ou seja, identificamos facilmente o sentimento que transmitem, uma vez que se leva em conta todo o contexto de produção, associado, obviamente, ao sinal de pontuação já mencionado. Dessa forma, eis que por essa razão, o emissor dispõe de distintas intenções ao proferir um dado enunciado, mais especificamente, uma dada interjeição. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Acerca dessa ocorrência, não poderíamos deixar de mencionar que na linguagem oral essa demarcação se torna ainda mais perceptível em decorrência da entonação que se dá ao discurso, como o que ocorre em: 

Ah! obrigada por comparecer ao meu aniversário.
Ah!  Por que não pôde compareceu ao meu aniversário? Fiquei muito decepcionada.