Alunos Online


Grafia e leitura dos numerais

Por: Vânia Maria do Nascimento Duarte A grafia e a leitura dos numerais estão relacionadas a regras predefinidas

A grafia e a leitura dos numerais estão relacionadas a regras predefinidas

É indiscutível a importância que os numerais, ora representando uma das dez classes de palavras, desempenham no nosso cotidiano, haja vista que são muitas as circunstâncias em que deles fazemos uso.   

Outro aspecto deve-se ao fato de que, pertencendo aos estudos morfológicos, os numerais se encontram norteados por alguns aspectos que lhes são próprios, bem ao gosto dos preceitos gramaticais. Dada essa razão, nosso objetivo é discorrer acerca de alguns deles, sobretudo em se tratando da grafia e da leitura. Assim sendo, tendo em vista a necessidade de estarmos cientes desses pormenores, atentemo-nos a algumas considerações, expressas a seguir:

Numerais cardinais

* A conjunção “e” se encontra sempre presente entre as unidades, dezenas e centenas. Com bem nos apontam os exemplos em evidência:

96 – noventa e seis
448 – quatrocentos e quarenta e oito
236 – duzentos e trinta e seis.

* No caso de a centena iniciar por zero, o recomendável é que se coloque a conjunção “e” antes da dezena. Vejamos alguns casos ilustrativos: 

1092 – mil e noventa e dois
4030 – quatro mil e trinta
1105 – onze mil e cinco.

* Quando a centena termina por dois zeros, o correto é sempre colocar a conjunção “e” antes dela. Observemos alguns exemplos:

2300 – dois mil e trezentos
5400 – cinco mil e quatrocentos
7200 – sete mil e duzentos.

* Entre o milhar e a centena recomenda-se a omissão da conjunção “e”. Constatemos alguns casos:

2345 – dois mil trezentos e quarenta e cinco.
8532 – oito mil quinhentos e trinta e dois
4620 – quatro mil seiscentos e vinte.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Numerais ordinais

* Aqueles superiores a dois mil admitem duas colocações. Vejamos alguns exemplos:

4 983 - quatro milésimos nongentésimo octogésimo terceiro

Ou:

4983 – quarto milésimo nongentésimo octogésimo terceiro

Numerais fracionários

* O numerador é sempre lido como cardinal. Constatemos os casos a seguir:

  – cinco quartos

  – três nonos

* Quanto ao denominador, há duas maneiras de esses números serem lidos:

- Se os numerais forem representados de um a dez ou se forem representados por números redondos, eles devem ser lidos como ordinais, assim como nos exemplos a seguir:

  – quatro oitavos

  – seis décimos

- No caso de os numerais não serem representados por números redondos ou estiverem acima de dez, são lidos como cardinais seguidos da palavra “avos”. Constatemos alguns exemplos:

  – sete doze avos

  – oito vinte avos

Dica importante:

Os fracionários  e  são lidos, respectivamente:

Um meio e um terço.