Alunos Online


Hiperonímia e Hiponímia

Por: Vânia Maria do Nascimento Duarte Hiperonímia e hiponímia representam a relação de significado que as palavras estabelecem umas com as outras

Hiperonímia e hiponímia representam a relação de significado que as palavras estabelecem umas com as outras

Ao discorrermos acerca da hiperonímia e da hiponímia, cabe ressaltar que ambas as expressões estão relacionadas a uma parte da gramática representada pela semântica – responsável pela relação de sentido estabelecida entre as palavras que compõem o nosso léxico.

Dessa forma, saber como se dá tal relação representa fator decisivo na construção de enunciados, ajudando, portanto, na produção de textos precisos, claros e coerentes. Partindo desse pressuposto, observe as características desses dois elementos que integram a esfera semântica – a hiperonímia e a hiponímia.

Hiperonímia

Essa palavra, como o próprio prefixo já nos indica, confere-nos uma ideia de um todo, sendo que deste todo se originam outras ramificações. Tomemos como exemplo a palavra veículo. Ora, dela partem outras, tais como: carro, caminhão, trem, carroça, entre outros.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Assim sendo, pode ser compreendida como um conjunto, um grupo maior, que origina outros subconjuntos.

Hiponímia

Refere-se exatamente a esses subconjuntos citados anteriormente, representando a parte de um todo. Dessa forma, caso estivéssemos fazendo referência ao grupo “frutas”, por exemplo, teríamos como hipônimas todas as palavras que estivessem relacionadas a esse grupo maior, como, por exemplo, maçã, banana, melão, melancia, morango, abacaxi, entre outras.


Aproveite para conferir nossa videoaula sobre o assunto: