Alunos Online


Houve ou houveram?

Afinal, qual é a forma correta, houve ou houveram? Quando o assunto é o verbo haver, é preciso ficar atento para não tropeçar na conjugação.

Por: Luana Castro Alves Perez O verbo haver é um exemplo de verbo irregular, portanto, é preciso ficar atento às peculiaridades de sua conjugação

O verbo haver é um exemplo de verbo irregular, portanto, é preciso ficar atento às peculiaridades de sua conjugação

O verbo haver é um daqueles verbos que costumam deixar os falantes com muitas dúvidas! Por ser um verbo irregular, apresenta, como a própria classificação sugere, irregularidades em sua conjugação, fugindo ao paradigma de conjugação dos verbos regulares. Seus morfemas sofrem alterações, por esse motivo, fica difícil prever a forma que as desinências tomarão.

Entre as dúvidas que circundam o verbo haver, uma é recorrente: afinal, qual é a forma correta, houve ou houveram? As duas formas estão corretas, contudo, é preciso muita cautela para não errar na conjugação desse verbo. No sentido de existir, acontecer (possíveis acepções do verbo haver), o verbo haver é impessoal. Isso significa ausência de sujeito, portanto, ele não sofrerá flexão, apresentando a mesma forma tanto no plural quanto no singular. Observe os exemplos:

» Certo

 

Houve muitos feridos.

Haverá alterações.

Havia muitos adultos.

coisas que não entendo.

 

» Errado

 

Houveram muitos feridos.

Haverão alterações.

Haviam muitos adultos.

Hão coisas que não entendo.

Verbos impessoais exigem a companhia de verbos impessoais. Isso quer dizer que se o verbo haver vier acompanhado de um verbo auxiliar, ele também ficará no singular. Observe os exemplos:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

» Certo

 

Deve haver muitas casas ali.

Poderá haver novas modificações.

 

» Errado

 

Devem haver muitas casas ali.

Poderão haver novas modificações.

Sendo assim, quando a conjugação houveram poderá ser aplicada? Simples: assim como todas as formas do plural do verbo haver, houveram poderá ser empregado quando o verbo haver for equivalente a ter, obter, conseguir ou alcançar. Nesses casos, ele deixará de ser impessoal e deverá ser conjugado para que estabeleça concordância com o sujeito da frase. Observe:

Houveram de esperar um longo tempo para serem atendidos pelo médico. (sentido de tiveram)

Os filhos houveram do pai tudo que quiseram. (sentido de obtiveram)

Para completar nossa explicação, atenção à dica:

Nunca confunda o verbo haver em sua forma conjugada houve com o verbo ouvir em sua forma conjugada ouve:

A menina ouve música. (ouvir)

Houve música na festa. (haver)