Alunos Online


Morfossintaxe

Por: Vânia Maria do Nascimento Duarte A morfossintaxe compreende o estudo das análises morfológica e sintática ao mesmo tempo

A morfossintaxe compreende o estudo das análises morfológica e sintática ao mesmo tempo

A princípio, a palavra morfossintaxe pode soar como algo complexo, desconhecido, difícil... No entanto, é necessário mudar essa visão, se é que ela existe, haja vista que ela faz referência a algo simples, descomplicado. Vejamos por que:

Antes de tudo, é imprescindível conhecer as classes gramaticais, sendo elas expressas pelo substantivo, adjetivo, numeral, artigo, entre outras mais. Munido (a) dessa concepção, automaticamente você saberá o papel de cada uma delas, ou seja, saberá qualificar, quantificar, acompanhar, ligar um termo a outro, etc. Depois, é preciso compreender as diferentes funções que essas classes exercem, estando elas em meio a um dado contexto oracional. Assim, vejamos:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A flor é linda. 

Temos, respectivamente:

A – artigo
Flor – substantivo                 ⇒          Morfologicamente dizendo
É – verbo ser
Linda – adjetivo        

Agora, vejamos:

A flor – sujeito simples
Flor – núcleo do sujeito       ⇒          Sintaticamente falando
É– predicado nominal
Linda – predicativo do sujeito


Unindo ambas as análises, morfológica e sintática, tem-se o que se chama de morfossintaxe, que nada mais é do que o estudo das análises morfológica e sintática juntas. 

Artigos Relacionados