Alunos Online


O emprego do "h"

Por: Vânia Maria do Nascimento Duarte Embora desprovido de traços  fonéticos, encontra-se demarcado em distintos vocábulos

Embora desprovido de traços fonéticos, encontra-se demarcado em distintos vocábulos

Ao nos depararmos com a letra em questão, atribuímos a ela uma característica notoriamente demarcada: o fato de não possuir nenhum valor fonético. Assim, ao pronunciarmos palavras como:

harpa – hélice – Hélio – hiato – húmus...

Constatamos que tal ocorrência realmente se efetiva.

Contudo, ela, assim como tantas outras, está ligada a padrões previamente estabelecidos no que tange às circunstâncias nas quais eles se manifestam. Entre elas, destacamos:

* No início de determinadas palavras, em decorrência de questões etimológicas:

hoje (palavra de origem latina, caracterizada por hodie)

horizonte (palavra de origem grega relativa a horizon)


* Na formação de alguns dígrafos, representados por ch, lh, nh.

cacho – ninho – alho...

* No substantivo próprio representado por Bahia, em decorrência da secular tradição.

Por razões ainda inexplicáveis, o adjetivo referente ao estado não contém a referida letra: baiano.

* No início ou final de algumas interjeições.

Oh! - Heim! - Ih! - Ah!

* No início de algumas palavras compostas, tais como:

- Hidro – cujo significado se refere à água.


hidroginástica – hidromassagem...

- Hiper – elevado, maior.

hiper-requintado – hiper-resistente...

- Hipo – baixo, menor.

hipoglicemia – hipotermia – hipódromo...

- Hipno – relacionado ao sono.

hipnotizar – hipnose...

- Hexa – relação com o número  seis.

hexágono – hexacampeão...

- Homo – significando igual, do mesmo gênero.

homofobia – aversão àqueles que se relacionam com pessoas do mesmo sexo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)