Alunos Online


Os sentidos do verbo acusar

Por: Vânia Maria do Nascimento Duarte Os sentidos do verbo acusar estão relacionados à predicação verbal: transitivo direto ou indireto

Os sentidos do verbo acusar estão relacionados à predicação verbal: transitivo direto ou indireto

Falar sobre os sentidos do verbo “acusar” significa fazer referência a aspectos ligados à regência que se atribui a esse verbo. Ora, é simples, ao estudarmos os pontos que norteiam a regência, constatamos que o sentido, em se tratando de um dado contexto, representa fator preponderante para se estabelecer a sintaxe regencial. 

Munidos desse aspecto, passemos a analisar então alguns pontos relativos ao assunto ora em discussão:

Tal verbo, usado como termo jurídico, define-se como transitivo direto, tendo como complemento um termo que indica pessoa. Observemos o exemplo:

Acusou o réu...

Mas ele pode ser acusado de alguma coisa, não é verdade?

Assim sendo, admite outro complemento, só que agora acompanhado da preposição “de”, como em:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Acusou o réu de estelionato.

Quando o sentido for o de acusar alguém, atribuindo-lhe características negativas, o uso da preposição prevalece, ou seja:  

Acusou-o de mal-educado.

Esse mesmo verbo, quando seguido de objeto direto que não seja pessoa, adquire outra acepção (sentido), vejamos:

A análise acusou a presença de bactérias.

De acordo com o sentido ora expresso, afirmamos se tratar de algo relacionado à revelação, de algo que se tornou conhecido.  

O mesmo ocorre com este outro exemplo:

A falta de destreza acusava-lhe a idade. 

Tal aspecto revela que o “sujeito” ao qual o verbo se refere se tratava de uma pessoa idosa.