Alunos Online


Rubem Alves

Considerado um dos maiores pensadores da educação no Brasil, Rubem Alves deixou uma inestimável contribuição para a cultura brasileira.

Por: Luana Castro Alves Perez Rubem Alves, que nasceu no interior de Minas Gerais, faleceu aos 80 anos, no dia 19 de julho de 2014 na cidade paulista de Campinas*

Rubem Alves, que nasceu no interior de Minas Gerais, faleceu aos 80 anos, no dia 19 de julho de 2014 na cidade paulista de Campinas*

"Aquilo que está escrito no coração não necessita de agendas porque a gente não esquece. O que a memória ama fica eterno.”

A frase que você leu agora é de Rubem Alves, escritor, psicanalista, teólogo e educador. Quando o assunto é Educação, impossível não se lembrar dele, que foi um dos maiores pensadores brasileiros. Rubem deixou para a Literatura e para a Educação brasileira uma contribuição inestimável, encontrada em mais de uma centena de livros.

O escritor, que tem sua obra dividida entre livros infantis, livros de crônicas, livros sobre educação, religião e teologia, nasceu na pacata cidade de Dores da Boa Esperança (hoje apenas “Boa Esperança”), em Minas Gerais, no dia 15 de setembro de 1933. Ainda na adolescência, transferiu-se com sua família para a cidade do Rio de Janeiro e, ao final do ginásio, ingressou no Seminário Presbiteriano do Sul. Formou-se pastor e decidiu então regressar para seu estado natal, onde atuou em comunidades carentes.

No convívio com os menos favorecidos, Rubem encontrou subsídios para forjar aquela que ficaria conhecida mais tarde como a “Teologia da Libertação”, corrente teológica que prioriza a evangelização e a promoção humana integral dos mais pobres sob os princípios de amor e liberdade, desvinculando-se da noção de pecado que permeia o discurso religioso. Por ser considerada um produto do marxismo e “perigosamente influenciada pelo comunismo”, a “Teologia da Libertação” foi duramente criticada pela Igreja, o que provocou o afastamento de Rubem da vida religiosa.

Radicado nos Estados Unidos durante o primeiro período da Ditadura Militar brasileira, Rubem deu continuidade aos estudos e retornou ao Brasil na década de 70 com o título de PhD pela Universidade de Princeton, onde defendeu a tese “Towards a Theology of Liberation”. Foi professor na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Rio Claro e, a partir de 1974, tornou-se professor da Unicamp até a sua aposentadoria.
 


Rubem Alves é dono de uma vasta obra, dividida entre livros infantis, livros de crônicas e livros sobre educação, religião e teologia.**

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Casou-se com Lídia Nopper, com quem teve três filhos, Sérgio, Marcos e Raquel. A paternidade influenciou-o em uma bem-sucedida incursão pelo universo da literatura infantil, escrevendo aclamadas histórias para crianças. A formação humanista e contestadora fez de Rubem Alves um dos mais respeitados nomes quando o assunto é educação, pois questionou o papel do professor, colocando-o como figura primordial para o aprendizado ao sugerir que o educador buscasse maior proximidade com os aprendizes. Acreditava que a principal função do professor era a de provocar os alunos, fazendo deles construtores do próprio conhecimento. Rubem Alves faleceu no dia 19 de julho de 2014, na cidade de Campinas, aos 80 anos, deixando para seus leitores um riquíssimo legado, imortalizado em suas obras.

Para isso existem as escolas: não para ensinar as respostas, mas para ensinar as perguntas. As respostas nos permitem andar sobre a terra firme. Mas somente as perguntas nos permitem entrar pelo mar desconhecido.”

Rubem Alves

 

Conheça alguns livros de Rubem Alves:

  • Ostra feliz não faz pérola;

  • Conversas com quem gosta de ensinar;

  • Variações sobre o prazer;

  • Os quatro pilares: Aprender, fazer, conviver, ser;

  • Conversas sobre política;

  • A pedagogia dos caracóis;

  • Perguntaram-me se acredito em Deus;

  • Do universo à jabuticaba;

  • Pimentas: Para provocar um incêndio não é preciso fogo.

 

*A imagem que ilustra este artigo é capa do livro “O que eles pensam de Rubem Alves e de seu humanismo na religião, na educação e na poesia”, de Antônio Vidal Nunes, Editora Paulus.

** A imagem que ilustra o miolo do artigo foi feita a partir de capas de livros do escritor Rubem Alves.