Alunos Online


Senão ou se não?

Algumas palavras, por serem foneticamente parecidas, provocam dúvidas na escrita. Senão ou se não? Existe diferença entre esses termos?

Por: Luana Castro Alves Perez As palavras senão e se não devem ser empregadas em diferentes contextos, adequando assim a escrita à norma culta

As palavras senão e se não devem ser empregadas em diferentes contextos, adequando assim a escrita à norma culta

 Algumas palavras, por apresentarem similaridade fonética, costumam gerar muitas dúvidas na escrita. Na fala, geralmente não causam prejuízo para a comunicação, mas, na modalidade escrita, todo cuidado é pouco, pois um erro pode causar transtornos para a compreensão da mensagem que se quer transmitir. Entre as dúvidas mais comuns, está o uso dos termos senão e se não. Afinal, qual a diferença entre eles?

Talvez você nunca tenha percebido que as duas formas existem e que são utilizadas em contextos diferentes. Para que você não fique em dúvida, algumas regrinhas devem ser seguidas. Observe como se dará o emprego do senão e do se não.

  • A palavra senão deve ser empregada quando assumir função de:

*Conjunção alternativa: nesse caso, ela pode ser substituída pela expressão “pelo contrário”;

*Conjunção adversativa: pode ser substituída por “ mas”;

*Preposição: pode substituir a expressão “com exceção de” ou a palavra “exceto”;

*Substantivo masculino: quando expressar a ideia de falha ou defeito.

Observe os exemplos:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

[..] Do amor tive na vida 
Quanto amor pode dar: 
Amei não sendo amado, 
E sendo amado, amei. 
Morte, em ti quero agora 
Esquecer que na vida 
Não fiz senão amar. [...]”

(Canção para minha morte – Manuel Bandeira)

Não tinha medo da morte, senão morrer sem ter aproveitado a vida.

Apesar de vários senões sobre sua conduta, você receberá o aumento salarial solicitado.

  • Já o se não (união da conjunção se + o advérbio não) deverá ser usado de outra maneira, quando o se tiver mesmo valor semântico de uma conjunção condicional ou integrante. Observe os exemplos:

Se não forem resolvidos os problemas com o aluno, ele será convidado a mudar de escola.

Se não chover, é certo que iremos à praia.

O deputado questionou se não haveria a possibilidade de um novo plebiscito.

Sendo assim, o se não será empregado quando exercer função de:

*Conjunção condicional;

*Conjunção integrante;

*Pronome apassivador ou pronome reflexivo;

*Índice de indeterminação.

Você deve ter percebido que a regra não é tão simples assim, não é verdade? Agora que você já conhece nossa dica de português, fique atento, senão você pode acabar cometendo deslizes na escrita.  

Artigos Relacionados