Alunos Online


Um estudo acerca das letras C e Ç

Por: Vânia Maria do Nascimento Duarte Sua utilização  deve-se a regras pré-determinadas

Sua utilização deve-se a regras pré-determinadas

Dentre as muitas letras que se constituem de aspectos que as tornam semelhantes, como é o caso da sonoridade, figuram-se também as letras ora em estudo. No entanto, o emprego de cada uma delas se deve a uma circunstância linguística instaurada de modo particular.

Assim, familiarizarmo-nos com tais aspectos é questão relacionada à nossa competência linguística, em se tratando do padrão formal da linguagem. Para tanto, analisaremos alguns casos nos quais se manifestam o emprego do “C” e do “Ç”. Vejamos, pois:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Emprega-se a letra “C”:


* Mediante as vogais “e” e “i”, cujo som é representado pelo /s/.

Exemplos:

cidade
cedo
meiguice
precioso
civilizado...


* Depois de ditongos.

coice
foice...


Emprega-se “Ç”:


* Em palavras de origem árabe, tupi ou africana.
Exemplos:

muçulmano
miçanga
paçoca


* Em alguns sufixos representados por -aça, -aço, -uça.
Exemplos:

mulheraça
amigaço
dentuça


* Outros terminados em -açar , -içar.
Exemplos:

caçar
espreguiçar
estilhaçar


* Em vocábulos constituídos das terminações: -ção, -ança, -ença.

Exemplos:

criação
criança
crença