Alunos Online


Verbos nocionais e não nocionais

Por: Vânia Maria do Nascimento Duarte Aspectos básicos que determinam as características do predicado

Aspectos básicos que determinam as características do predicado

Não foquemos nossa atenção aos pormenores inerentes ao assunto em pauta sem antes fazermos algumas importantes colocações. Entre elas destacamos o fato de que o verbo é o elemento essencial do predicado. Outro fator, também de singular importância, reside no fato de que este predicado recebe algumas classificações, tendo em vista o aspecto verbal (relativo às características apresentadas pelo verbo).

Percebe-se, assim, que há um encadeamento de fatores que nos conduz a compreendermos passo a passo a forma pela qual se efetivam os fatos linguísticos. Para tanto, partamos agora rumo à compreensão de mais um deles – os chamados verbos nocionais e não nocionais. Os verbos nocionais são aqueles que exprimem processos, ou seja, indicam ação, acontecimento, atividade mental, fenômeno da natureza e desejo. São exemplos destes:

pular
desejar
pretender
trovejar
relampejar
estudar
pensar, entre outros...

Os denominados não nocionais são aqueles que denotam estado, mais conhecidos como verbos de ligação. Tal ligação se deve ao fato de que desempenham a função de ligar uma qualidade (característica) ao sujeito – representada pelo predicativo do sujeito. Vejamos, pois, alguns casos que representam tal modalidade:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

ser
estar
permanecer
continuar
tornar-se
acabar
andar, etc.

Quanto a estes, há um importante fator, ao qual devemos nos atentar: dependendo do contexto em que se encontrarem inseridos, os verbos acima mencionados tanto podem classificar-se como nocionais, quanto não nocionais. Vejamos as diferenças:

Márcia anda depressa.

Aqui, constatamos que o verbo indica uma ação, ora expressa pelo sujeito. Assim sendo, podemos classificá-lo como nocional.  

Márcia anda tristonha.

Já nesse contexto, o sentido expresso pelo verbo é de estado (ora referindo-se ao modo em que se encontra o sujeito). Dessa forma, o caracterizamos como não nocional, em virtude de ser um verbo de ligação.