Alunos Online


Alotropia do Oxigênio

Por: Líria Alves Ozônio - forma alotrópica do Oxigênio

Ozônio - forma alotrópica do Oxigênio

Alotropia é uma propriedade dos elementos químicos de formar substâncias simples diferentes entre si.

Alotropia por atomicidade: a composição da substância é a mesma, o que muda é a quantidade de átomos presentes. O Oxigênio é um dos elementos que entra nesta classificação, ele faz uso desta propriedade alotrópica para formar substâncias diferentes agregando unicamente átomos de “O”.

Moléculas de gás Oxigênio (O2) e Ozônio (O3): formas alotrópicas do Oxigênio. Em que elas se diferem?

Repare que os átomos componentes das moléculas acima possuem o mesmo tamanho, pois dizem respeito a um mesmo elemento, Oxigênio. O que muda é a quantidade, a molécula de gás oxigênio possui dois átomos enquanto a de gás ozônio abriga 3 átomos de “O”.

Sendo assim, Oxigênio e Ozônio são considerados Alótropos: substâncias diferentes formadas pelo mesmo elemento.

Propriedades dos Alótropos do Oxigênio

O2 e O3 são gases presentes na atmosfera terrestre, até aí nada de diferente, acontece que um destes gases é essencial para nossa vida, enquanto o outro é responsável por nossa proteção.

O gás oxigênio é incolor, inodoro, possui maior estabilidade e está presente no ar que respiramos. O gás ozônio por sua vez é instável (pode assumir outras formas), de coloração azul e cheiro desagradável. Este gás é o constituinte da camada de ozônio, responsável por nos proteger da radiação ultravioleta. Como possui propriedade germicida, o ozônio é usado em purificadores para a obtenção de água potável.

Como vemos, a diferença de apenas um átomo faz com que as propriedades dos Alótropos do Oxigênio se diferenciem.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)





Aproveite para conferir a nossa videoaula relacionada ao assunto: