Alunos Online


Alotropia

Por: Líria Alves O surgimento do diamante é um exemplo de alotropia

O surgimento do diamante é um exemplo de alotropia

Alotropia é definida como a propriedade que os átomos têm de originar uma ou mais substâncias simples e diferentes, através do compartilhamento de elétrons. As formas alotrópicas dos elementos químicos se diferenciam pela atomicidade ou estrutura cristalina.

Veja exemplos:

a) Carbono: As formas alotrópicas do carbono são diamante e grafita. Essas substâncias se diferem através da estrutura cristalina, que é a maneira dos átomos de carbono se unirem.

b) Oxigênio: O gás oxigênio e ozônio se diferem pela quantidade atômica, ou seja, o gás ozônio (O3) possui três átomos de oxigênio e o gás oxigênio (O2) apenas dois. Dizemos então, que o gás oxigênio e o ozônio são as formas alotrópicas do elemento químico oxigênio.

c) Enxofre: O elemento químico enxofre possui formas alotrópicas, como, por exemplo, enxofre rômbico e enxofre monoclínico, que diferem um do outro pela estrutura cristalina. Essas duas variações são formadas por moléculas com oito átomos e são representadas pela fórmula S8, embora os cristais das duas variedades sejam diferentes.

d) Fósforo: as variedades alotrópicas deste elemento são o fósforo vermelho e o fósforo branco, que diferem entre si pela atomicidade.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)





Aproveite para conferir a nossa videoaula sobre o assunto: