Alunos Online


Classificação das Bases

Existem três critérios de classificação das bases inorgânicas, que são: número de íons hidróxido, grau de dissociação e solubilidade. Veja cada um deles:

  • Classificação quanto ao número de íons hidróxido (OH-):

Segundo o conceito visto no texto “Bases”, as bases são substâncias que em meio aquoso se dissociam liberando como único ânion o íon hidróxido (OH-). Algumas bases produzem, então, apenas um íon desses, enquanto que outras podem ter mais íons OH- dissociados.

Com isso em mente, temos a seguinte classificação:

Classificação das bases quanto ao número de íons hidróxido

  • Classificação quanto ao grau de dissociação (α):

Essa classificação é a mais importante, pois mede a força da base. Representa a porcentagem de íons hidróxido da base que se dissociam em água. A fórmula utilizada para calcular o grau de dissociação α das bases é:

Grau de dissociação das bases

Geralmente, a temperatura de 18 ºC, se o valor der maior que 50% corresponde a uma base forte, podendo chegar a aproximadamente 100%, como mostra o caso do hidróxido de sódio (NaOH), cujo grau de dissociação é de 95%. Já as bases fracas possuem o grau de dissociação igual ou menor que 5%.

  • Bases fortes: bases de metais alcalinos (NaOH, LiOH, KOH, RbOH, CsOH) e de alguns metais alcalinoterrosos (Ca(OH)2, Sr(OH)2, Ba(OH)2);
  • Bases fracas: Bases de metais de transição, dos metais das famílias 13, 14 e 15 da tabela periódica, o hidróxido de magnésio (Mg(OH)2) e o hidróxido de amônio (NH4OH).
  • Classificação quanto à solubilidade:

As bases podem ser classificadas como solúveis, pouco solúveis ou praticamente insolúveis em água. Essa classificação é importante porque a solubilidade está diretamente relacionada com o grau de dissociação delas, que, como vimos, representa sua força. Quando mais dissolvida a base, maior será o grau de dissociação, com exceção apenas do hidróxido de amônio (NH4OH), que embora se dissolva facilmente em água, possui um grau de dissociação muito pequeno.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O hidróxido de amônio se dissolve tão bem no meio aquoso que muitos cientistas consideram que ele não existe, mas que na verdade seria o gás amônia (NH3(g)) dissolvido em água. Mas, a grande maioria dos autores e instituições educacionais de renome ainda o considera como a base citada.

Temos a seguinte classificação:

Ordem de solubilidade das bases em água

  • Bases solúveis: Os metais alcalinos são os que melhor se solubilizam (por isso, são bases fortes). Sendo que entre os metais dessa família que formam as monobases, a solubilidade cresce conforme o período na família aumenta, como é mostrado a seguir:

Ordem crescente de solubilidade das bases dos metais alcalinos

  • Bases solúveis: Os metais alcalinoterrosos são menos solúveis em água do que os metais alcalinos, com exceção do  Mg(OH)2 e do Be(OH)2 que são praticamente insolúveis. Sua ordem de solubilidade também aumenta com o aumento dos períodos ao longo da família.
  • Bases praticamente insolúveis: São os hidróxidos dos demais metais, o Mg(OH)2 e o Be(OH)2.





Aproveite para conferir nossas videoaulas sobre o assunto:

O comportamento das bases na água indica alguns parâmetros para sua classificação, como a solubilidade e o grau de dissociação

O comportamento das bases na água indica alguns parâmetros para sua classificação, como a solubilidade e o grau de dissociação

Por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça