Alunos Online


Dicas infalíveis para o cálculo da massa molar

As dicas para cálculo de massa molar que trouxemos para você facilitarão sua vida na hora de resolver questões sobre esse assunto!

Por: Diogo Lopes Dias A massa molar deve ser calculada a partir das fórmulas das substâncias químicas

A massa molar deve ser calculada a partir das fórmulas das substâncias químicas

Reunimos para você dicas infalíveis para o cálculo da massa molar de qualquer substância química, já que a massa molar é um dado extremamente importante para diversos assuntos da Química, como:

Vamos às dicas:

1ª Dica: Multiplicar massa atômica pelo número de átomos

Exemplo:

H2O

Na fórmula molecular da água (H2O), temos dois átomos de hidrogênio (cuja massa atômica é 1 g/mol) e um de oxigênio (cuja massa atômica é 16 g/mol). Assim:

  • Para o Hidrogênio:

2.1 = 1 g/mol

  • Para o Oxigênio:

1.16 = 16 g/mol

2ª Dica: Somar as massas encontradas

Após multiplicar o número de átomos do elemento pela sua molar, devemos somar os valores encontrados. Ao realizar a soma, teremos então a massa molar da molécula de uma substância.

No exemplo da H2O visto na 1ª dica, encontramos, após as multiplicações, os valores 2 g/mol e 16 g/mol. Somando-os, temos a massa molar da molécula de água:

Massa molar da água = 2 + 16

Massa molar da água = 18 g/mol

3ª Dica: Quando a fórmula da molécula apresentar parênteses, devemos multiplicar cada item dentro dos parênteses pelo número posicionado à direita dele.

Exemplo:

Al2(SO4)3

No exemplo acima, temos o termo SO4 (1 átomo de enxofre e 4 átomos de oxigênio) entre parênteses e o número 3 à direita dele. Assim, devemos multiplicar o SO4 por 3, o que resulta em 3 átomos de enxofre e 12 átomos de oxigênio.

A massa molar do sulfato de alumínio (Al2(SO4)3) é:

  • Para o alumínio (cuja massa atômica é 27 g/mol):

2.27 = 54 g/mol

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Para o enxofre (cuja massa atômica é 32 g/mol):

3.32 = 96 g/mol

  • Para o oxigênio (cuja massa atômica é 16 g/mol):

12.16 = 192 g/mol

Somando os valores encontrados, temos a massa molar:

Massa molar do sulfato de alumínio = 54 + 96 + 192

Massa molar do sulfato de alumínio = 342 g/mol

4ª Dica: Quando tivermos fórmula molecular de substância hidratada...

A fórmula molecular de substância hidratada apresenta sempre uma multiplicação com determinada quantidade de água, como no exemplo abaixo:

CaCl2.2H2O

Nesse caso, a multiplicação entre o CaCl2 e o 2H2O é apenas um indicador de hidratação do sal. Assim, não deve ser levada em consideração na determinação da massa molar. Porém, devemos sempre multiplicar o coeficiente na frente da água (no exemplo, o número 2) pela número de átomos dela (2 átomos de hidrogênio e 1 átomo de oxigênio).

No exemplo, temos 1 átomo de cálcio (Ca), 2 átomos de cloro (Cl), 4 átomos de hidrogênio e 2 átomos de oxigênio. Por isso, a massa molar do cloreto de cálcio di-hidratado é:

  • Para o cálcio (cuja massa atômica é 40 g/mol):

1.40 = 40 g/mol

  • Para o cloro (cuja massa atômica é 35,5 g/mol):

2.35,5 = 71 g/mol

  • Para o hidrogênio (cuja massa atômica é 1 g/mol):

4.1 = 4 g/mol

  • Para o oxigênio (cuja massa atômica é 16 g/mol):

2.16 = 32 g/mol

Somando os valores encontrados, temos a massa molar:

Massa molar do cloreto de cálcio di-hidratado = 40 + 71 + 4 + 32

Massa molar do cloreto de cálcio di-hidratado = 147 g/mol





Videoaulas relacionadas:

Artigos Relacionados