Alunos Online


Equação de dissociação de sais

A equação de dissociação de sais envolve a representação da liberação do cátion e ânion presentes em sais quando estes são dissolvidos em água ou fundidos.

Por: Diogo Lopes Dias Misturar sal na água é um procedimento de dissociação

Misturar sal na água é um procedimento de dissociação

Um sal é um composto iônico e apresenta na sua composição um elemento metálico, que possui a tendência de perder elétrons. Por isso, sempre que é adicionado à água ou sofre fusão (passa do estado sólido para o estado líquido), tem a tendência de sofrer o fenômeno da dissociação.

Entende-se por dissociação a liberação de íons (cátion e ânion) a partir de um determinado composto que tenha sido formado por ligação iônica (composto que contém um metal ligado a um ametal). Uma dissociação pode ser representada de forma prática por meio de uma equação. Veja um modelo geral de uma equação de dissociação de um sal qualquer:

MeX → Me+ + X-

 

  • Me é o metal (cátion) presente no sal;

  • X é o ânion presente no sal.

Para montar uma equação de dissociação de sais, é interessante seguir alguns passos simples:

1o) Sal cuja fórmula apresenta apenas um índice diferente de 1.

Exemplo 1: Equação de dissociação do sal CaCl2

O sal CaCl2 apresenta apenas um índice diferente de 1, já que o metal cálcio apresenta índice 1, e o ametal cloro apresenta índice 2. Sua equação de dissociação é:

CaCl2 → Ca2+ + Cl1-

Ao se dissociar em água, o sal libera o cátion cálcio (Ca2+), que tem carga 2+ por causa do índice presente no cloro, e dois (já que na fórmula estão presentes dois átomos de cloro) ânions cloreto (Cl1-), que têm carga 1- por conta do índice presente no cálcio.

Exemplo 2: Equação de dissociação do sal Pb(NO3)2

O sal Pb(NO3)2 apresenta apenas um índice diferente de 1, já que o metal chumbo (Pb) apresenta índice 1, e o grupo nitrato (NO3) apresenta índice 2. Sua equação de dissociação é:

Pb(NO3)2 → Pb2+ + 2 NO31-

Ao se dissociar em água, o sal libera o cátion chumbo (Pb2+), que tem carga 2+ por causa do índice presente no nitrato (NO3), e dois (já que na fórmula estão presentes duas unidades do grupo nitrato) ânions Nitrato (NO31-), que têm carga 1- por conta do índice presente no chumbo.

Exemplo 3: Equação de dissociação do sal Au2CO3

O sal Au2CO3 apresenta apenas um índice diferente de 1, já que o metal (Au) apresenta índice 2 e o grupo carbonato (CO3) apresenta índice 1. Sua equação de dissociação é:

Au2CO3→ 2 Au1+ + CO32-

OBS.: Sempre que o ânion apresentar o padrão XOy, o y nunca será um índice, e sim um componente fundamental do grupo. Assim, o 3 do grupo CO3 não é o índice, mas, sim, o número 1 que está logo após ele.

Ao se dissociar em água, o sal libera dois (já que na fórmula estão presentes duas unidades do metal ouro) cátions ouro (Au1+), que têm a carga 1+ em razão do índice presente no carbonato (CO3), e um ânion carbonato (CO32-), que tem carga (2-) em virtude do índice presente no ouro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

2o) Sal cuja fórmula apresenta dois índices diferentes de 1

Exemplo 1: Equação de dissociação do sal Sb4(P2O7)5

O sal Sb4(P2O7)5 apresenta apenas um índice diferente de 1, já que o metal (Sb) apresenta índice 4, e o grupo pirofosfato (P2O7) apresenta índice 5. Sua equação de dissociação é:

Sb4(P2O7)5→ 4 Sb5+ + 5 P2O74-

Ao se dissociar em água, o sal libera quatro (já que na fórmula estão presentes quatro unidades do metal antimônio) cátions antimônio (Sb5+), que têm carga 5+ em razão do índice presente no pirofosfato (P2O7), e um ânion pirofosfato (P2O74-), que tem carga 4- por conta do índice presente no antimônio.

Exemplo 2: Equação de dissociação do sal Ti2(CO3)4.

O sal Ti2(CO3)4 apresenta apenas um índice diferente de 1, já que o metal (Ti) apresenta índice 2, e o grupo carbonato (CO3) apresenta índice 4. Sua equação de dissociação é:

Ti2(CO3)4 → 2 Ti4+ + 4 CO32-

Ao se dissociar em água, o sal libera dois (já que na fórmula estão presentes duas unidades do metal Titânio) cátions titânio (Ti4+), que têm carga 4+ em virtude do índice presente no carbonato (CO3), e um ânion carbonato (CO32--), que tem essa carga (2-) por conta do índice presente no titânio.

3o) Sal cuja fórmula apresenta apenas índices 1

Quando um sal apresenta apenas o índice 1 em sua fórmula, significa que o cátion e o ânion apresentam uma carga numericamente igual, mas com sinal diferente. Assim, para determinar a carga do cátion, devemos conhecer a carga do ânion, já que eles não apresentam carga fixa.

Exemplo 1: Equação de dissociação do sal CrPO4.

O sal CrPO4 apresenta índice 1 no Cr e no PO4. Sua equação de dissociação é:

CrPO4 → Cr3+ + PO43-

OBS.: O ânion PO4 apresenta o padrão XOy, assim o 4 nunca será um índice, e sim um componente fundamental do grupo. Vamos considerar como índice o próximo número à sua frente, que é o número 1.

Como todos os índices do sal são 1, ao se dissociar em água, o sal libera um (já que na fórmula estão presentes duas unidades do metal crômio) cátion crômio (Cr3+), que tem carga 3+ por causa da carga do ânion fosfato (PO43-), que é sempre 3-.

Exemplo 2: Equação de dissociação do sal CuSO3

O sal CuSO3 apresenta índice 1 no Cu e no SO3. Sua equação de dissociação é:

CuSO3 → Cu2+ + SO32-

OBS.: O ânion SO3 apresenta o padrão XOy, assim o 3 nunca será um índice, e sim um componente fundamental do grupo. Vamos considerar como índice o próximo número à sua frente, que é o número 1.

Como todos os índices do sal são 1, ao se dissociar em água, o sal libera um (já que na fórmula estão presentes duas unidades do metal cobre) cátion cobre (Cu2+), que tem carga 2+ por causa da carga do ânion sulfito (SO32-), que é sempre 2-.