Alunos Online


Fórmulas Químicas

Por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça As fórmulas químicas ajudam a entender as propriedades dos compostos. Acima temos uma fórmula estrutural

As fórmulas químicas ajudam a entender as propriedades dos compostos. Acima temos uma fórmula estrutural

As ligações covalentes que formam as moléculas são realizadas por meio do compartilhamento de pares de elétrons entre átomos de hidrogênio, ametais e semimetais. Existem moléculas que são bem simples, sendo formadas apenas por dois átomos. Mas existem também moléculas formadas por ligações entre vários e vários átomos.

Cada par compartilhado corresponde a uma ligação química. Para indicar quantas ligações covalentes existem, qual o número e os tipos de átomos que compõem determinada molécula, usam-se representações por meio de fórmulas químicas.

São três as principais fórmulas químicas usadas para representar os compostos covalentes: fórmula molecular, fórmula eletrônica ou de Lewis e fórmula estrutural plana. Veja cada uma:

  • Fórmula molecular: É a mais simples das três e, de forma resumida, ela indica quais os elementos químicos realizam a ligação, por meio de seus símbolos, e quantos átomos de cada elemento formam uma molécula, por meio de índices (números subscritos do lado direito do símbolo do elemento).

Por exemplo, uma molécula de água é formada por duas ligações entre dois átomos de hidrogênio e um átomo de oxigênio. Assim, a sua fórmula molecular é dada por: H2O.  

Para saber determinar a fórmula molecular de um composto covalente e as demais fórmulas químicas que serão explicadas mais a frente neste texto é preciso primeiro saber a família ou grupo na Tabela Periódica a que o elemento pertence. Baseado nisso, é possível saber quantos elétrons ele possui na sua camada de valência (última camada eletrônica) e, consequentemente, quantas ligações ele terá de fazer.

A teoria do octeto diz que um elemento químico precisa ter 8 elétrons ou 2 elétrons (no caso dos átomos que só possuem uma camada eletrônica, como o hidrogênio) para ficarem estáveis.

Para você entender, peguemos novamente o caso da água. O oxigênio é da família 16 ou 6 A, isso significa que ele possui 6 elétrons em sua última camada e que ele precisa de mais dois elétrons para ficar estável. O hidrogênio, por sua vez, é da família 1 ou 1 A, possuindo apenas 1 elétron em sua única camada eletrônica e precisando de mais um elétron para ficar estável.

Portanto, se ligarmos um hidrogênio e um oxigênio, compartilhando um par de elétrons, o hidrogênio ficará estável, mas o oxigênio não, ele ainda estará só com 7 elétrons na camada de valência e precisará de mais um. Desse modo, mais um hidrogênio se liga a ele.  É por isso que a molécula de água possui dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Baseado nisso, veja as demais fórmulas:

  • Fórmula eletrônica ou Fórmula de Lewis: Essa fórmula recebe esse nome porque foi proposta pelo químico norte-americano Gilbert N. Lewis (1875-1946). Esse tipo de fórmula é interessante porque além de mostrar quais são os elementos e o número de átomos envolvidos, mostra também os elétrons da camada de valência de cada átomo e a formação das ligações por meio de pares eletrônicos.

Cada elétron é representado por um pontinho, e os elétrons da camada de valência são representados ao redor do elemento. Cada par de elétrons compartilhado é uma ligação química, em que os elétrons pertencem à região da eletrosfera comum a cada par de átomos que estão unidos, sendo representado por:

Par de elétrons compartilhado pelo modelo de Lewis

Por exemplo, o carbono é da família 14 ou 4 A, portanto possui 4 elétrons em sua última camada e precisa de mais 4 para ficar estável. O oxigênio, conforme já dito, é da família 16 ou 6 A, possui 6 elétrons em sua última camada e precisa de mais dois elétrons para ficar estável. Assim, temos:

Fórmula de Lewis do dióxido de carbono

A fórmula molecular desse composto é CO2.

  • Fórmula estrutural plana ou fórmula estrutural de Couper: mostra as ligações entre os elementos, sendo que cada par de elétrons compartilhado entre dois átomos é representado por um traço (?).

Dois átomos podem compartilhar um par de elétrons, dois pares de elétrons e até três pares de elétrons. A representação se dá segundo o modelo mostrado abaixo:

No caso acima, temos duas ligações duplas.

Veja na tabela a seguir mais exemplos:

Fórmulas químicas de diversos compostos covalentes?





Videoaula relacionada:

Artigos Relacionados